Festa do Batismo do Senhor – Evangelho Comentado

sexta-feira, janeiro 9, 2015

  No final deste artigo você poderá BAIXAR O FOLHETO DA MISSA e encontrará o VÍDEO EXPLICATIVO.

batismo_jesus

Com a Festa do Batismo do Senhor a Igreja Católica termina o Tempo do Natal e não na Solenidade da Epifania (“Festa dos Reis Magos”), como popularmente se acredita. Neste dia retiramos o presépio e os enfeites de Natal das nossas casas. A partir desta Festa inicia-se o Tempo Comum, que dará uma parada na Quarta-Feira de Cinzas, quando se inicia o Tempo da Quaresma (e da Campanha da Fraternidade, no Brasil).

“Celebrar o batismo do Senhor é uma rica oportunidade de refletirmos nosso batismo. Batismo é um compromisso, é missão. Sem esses elementos o batismo se esvazia.

Evangelho de Marcos 1,7-11: O evangelho de hoje traz a figura de João Batista, e o João apresenta Jesus como uma pessoa tão importante, que ele não é digno nem de se abaixar para desamarrar suas sandálias.

A liturgia deste domingo tem como cenário de fundo o projeto salvador de Deus. No batismo de Jesus nas margens do Jordão, revela-se o Filho amado de Deus, que veio ao mundo enviado pelo Pai, com a missão de salvar e libertar os homens.

Cumprindo o projeto do Pai, Ele fez-se um de nós, partilhou a nossa fragilidade e humanidade, libertou-nos do egoísmo e do pecado e empenhou-Se em promover-nos, para que pudéssemos chegar à vida em plenitude.

Este Jesus, apresentado por Marcos como “mais forte” que João Batista, tem sua identidade revelada como Filho de Deus. No final do Batismo, ouve-se a voz do Pai declarando que Jesus é o seu Filho muito amado, que foi ungido com o Espírito Santo.

Nesse sentido, Jesus é identificado como um batizador diferente de João Batista, que batizava com água e, Jesus que batiza com o Espírito Santo. Encontrar-se com Jesus, participar de sua vida é se dispor a acolher o Espírito Santo que é derramado por Jesus em nossos corações.

Batizador é alguém que introduz num novo modo de viver. João, o Batista, — ou dizendo de outro modo, João, o batizador — introduzia o povo na conversão para encontrar-se com Jesus, como refletíamos nas celebrações do Advento.

Jesus, batizando com o Espírito Santo, é aquele que introduz na pessoa humana o Espírito Santo de Deus. Essa é a possibilidade que o homem e a mulher têm de amar a Deus, porque tem em si o mesmo Espírito do amor divino dentro de si, como dizia São João, na 2ª leitura.

A identidade de Jesus, portanto, é a de ser o ungido pelo Espírito Santo. Ungido, em grego, significa “Cristo”. Por isso, nós o chamamos de Jesus Cristo; o ungido pelo Espírito Santo. Jesus é também o batizador com o Espírito Santo, aquele que derrama o Espírito Santo em nossos corações.”

(fonte do texto entre aspas: http://diocesedejales.org.br – Vídeo: Dom Orani Tempesta, Cardeal Arcebispo do Rio de Janeiro, Brasil)

   Clique aqui para BAIXAR O FOLHETO DA MISSA

(O folheto foi disponibilizado na internet pela Arquidiocese de São Paulo)

Share Button

 

Deixe uma resposta