Papa se irrita com banquete de luxo no Vaticano

sábado, maio 24, 2014

papa_se_irrita_2

Cardeal revela que Francisco não gostou de buffet luxuoso para convidados que assistiram à canonização de João Paulo II e João XXIII.

No dia em que os papas João Paulo II e João XXIII foram canonizados, cerca de 150 pessoas, entre elas, empresários, religiosos e jornalistas italianos, assistiram à cerimónia e desfrutaram de um luxuoso buffet, que custou 18 mil euros, num terraço com vista para a praça de São Pedro.

Giuseppe Versaldi, presidente da Prefeitura dos Assuntos Económicos do Vaticano, em declarações ao canal televisivo Itália1, sublinhou que o Papa Francisco “não ficou muito contente, para usar um eufemismo” com o buffet, apesar de ter sido pago por patrocinadores privados.

Versaldi admitiu que este episódio choca com “o estilo de sobriedade e participação popular” que o Papa Francisco teria idealizado e confessou-se “surpreendido e indignado” com o luxo do banquete. “Pedi a todas as autoridades superiores para encontrarem o responsável de tudo isto”, disse Versaldi.

O cardeal garantiu ainda que não tinha conhecimento da realização da festa, porque apenas lhe tinham pedido autorização para utilizar o espaço para os convidados poderem assistir à canonização.

De acordo com o semanário italiano L’ Espresso, o Papa Francisco também não gostou de ver fotografias, divulgadas no próprio site do jornal, nas quais o sacerdote espanhol Lucio Vallejo Balda, secretário da prefeitura de Assuntos Económicos, serve as hóstias num recipiente da empresa de catering que assegurou o buffet. O sacerdote espanhol, em declarações ao semanário italiano, desvalorizou a polémica à volta do caso, sublinhando que “graças a Deus” existem “outros problemas”.

papa_se_irrita_1

O L’Espresso, que conta a história na sua edição desta sexta-feira, aponta como organizadora da festa a relações públicas do Vaticano, Francesca Immacolata Chaouqui. Algo que ela desmente: “Esta história é uma idiotice. São os meus inimigos a quererem desacreditar-me perante o Santo Padre”, reagiu Chaouqui, afirmando que tudo foi organizado pela prefeitura. “Versaldi diz que não sabe de nada? Pode dizer o que quiser. Eu não tenho necessidade de fazer lobby no Vaticano: naquele dia, só rezei, tomei um copo e fui embora. Só estou interessada em ajudar os mais necessitados. Basta ver as fotos no meu Facebook.”

(fonte: http://www.publico.pt)

Share Button

 

comentário(s)

  1. Diácono Samuel disse:

    Fofocas palacianas não me agradam.

Deixe uma resposta