A Capela de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa

sábado, setembro 24, 2011

 

Estamos acostumados a ouvir falar que em Paris, na França, podemos conhecer a Catedral de Notre-Dame, a Basilica do Sagrado Coração de Montmartre, a igreja de Notre-Dame das Vitórias (des Victoires) e outras inumeráveis igrejas. Mas, quase ninguém sabe que um santuário mariano, em Paris, atrai milhares de peregrinos do mundo inteiro! Seu nome é Capela de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa.

Neste documentário você poderá conhecê-lo e colocar-se aos pés de Nossa Senhora, como a jovem noviça Irmã Catarina o fez em 1830.

As aparições

O céu desceu à terra… De julho a dezembro de 1830, Irmã Catarina, jovem noviça das Filhas da Caridade, recebe o imenso favor de conversar três vezes com a Virgem Maria. Nos meses precedentes, Catarina foi beneficiada com outras aparições.

São Vicente de Paulo lhe manifestou seu coração. Na Capela, em oração, Catarina vê por três dias consecutivos, o coração de São Vicente, em três cores diferentes. Ele lhe aparece, em primeiro lugar, branco, cor da paz; depois vermelho, cor do fogo; depois, preto, sinal das desgraças que recairão sobre a França e, particularmente, Paris.

Pouco depois, Catarina viu o Cristo presente na Eucaristia, mais além das aparências do pão.

– “Vi Nosso Senhor no Santíssimo Sacramento durante todo o tempo do meu noviciado (tempo de formação antes de fazer os votos relgiosos), exceto todas as vezes em que duvidava.- ”

A 6 de junho de 1830, festa da Santíssima Trindade, o Cristo lhe aparece como Rei crucificado, despojado de todos os seus paramentos.

Uma noite de verão

Aos 18 de julho de 1830, véspera da festa de São Vicente que ela tanto ama, Catarina recorre àquele de quem, cujo coração ela viu transbordando de amor, para que seu grande desejo de ver a Santíssima Virgem seja enfim alcançado. Às onze horas e meia da noite, ela ouve chamá-la pelo seu nome.

Uma misteriosa criança está ali, ao pé da sua cama e a convida para levantar-se:

– “A Santíssima Virgem a espera- ”

diz ela. Catarina se veste e, acompanha a criança que, deixa raios de luz por todos os lugares por onde passa.
Chegando à Capela, Catarina pára perto da cadeira do Padre, colocada no presbitério. Ela ouve então “como o frou-frou” de uma roupa de seda:

«Eis a Santíssima Virgem»

diz seu pequeno guia.

Ela não quer acreditar. A criança, porém, repete com uma voz mais forte:

– “Eis a Santíssima Virgem.- ”

Catarina corre aos joelhos da Santíssima Virgem sentada na cadeira. Então não fiz senão dar um salto para junto dEla, e, de joelhos, sobre os degraus do altar, as mãos apoiadas nos joelhos da Santíssima Virgem:

– “Aí, passei um momento, o mais suave de minha vida. Ser-me-ia impossível dizer o que experimentei. A Santíssima Virgem disse-me como eu devia conduzir-me com o meu confessor e várias coisas mais».

Catarina recebe o anúncio de sua missão e o pedido de fundação de uma Confraria dos Filhos de Maria. O que será realizado pelo Padre Aladel no dia 2 de fevereiro de 1840.

ESTE ARTIGO CONTINUA

Share Button

 

comentário(s)

  1. sandra Eugenio da silva disse:

    E a coisa mais bela que eu ja vi.Que Deus abencoe cada um de nos…

  2. Tenho a novena da Sagrada Face e lá tem a oração pro país da França.A Mãe continua chorando,vamos fazer de tudo pra secar essas lágrimas de dor.Tenho a medalha milagrosa no meu pescoço.Amém.Shalom

  3. jessica disse:

    Isso é ótimo! Mostrar sempre os milagres de Nossa Senhora. Na paróquia que eu frequênto já recebemos a imagem da Nossa Senhora de Fátima. Ela é uma bênção, porque apesar de tudo, ela jorra água, mel, azeite e sal. A dona da imagem mora no interior de São Paulo. Muitos duvidavam da Santa e até conseguiram autorização dela pra fazer pesquisas internas na imagem, achando que havia algum dispositivo, algo que jorrava tudo isso, mas não havia nada por dentro. Quando toca na Santa com as mãos sem luvas, ela para de jorrar (por causa das mãos impuras de nós, pecadores). Eu tenho um potinho pequeno de mel jorrado que consegui pegar. O sal, disseram que é MUITO, mas MUITO salgado. Acho isso uma grande bênção, porque são testemunhas que a gente compartilha e faz brotar sempre uma esperança, fé em alguém.
    Beijos e abraços.

  4. leninha disse:

    Eu fico apaixonada cada vez mais por tudo que aqui leio.Sou louca por Jesus e Maria.

Deixe uma resposta