As Bem-Aventuranças – Evangelho Comentado

sábado, janeiro 29, 2011

 

EVANGELHO COMENTADO –  4º Domingo do Tempo Comum

Evangelho: (Mt 5, 1-12a) – Ao ver a multidão, Jesus subiu ao monte. Quando sentou-se, os discípulos se aproximaram dele. Tomou a palavra e começou a ensinar: “Felizes os que têm espírito de pobre, porque deles é o reino dos céus. Felizes os que choram, porque serão consolados. Felizes os mansos, porque possuirão a terra….

…Felizes os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados. Felizes os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. Felizes os puros de coração, porque verão a Deus. Felizes os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus. Felizes os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus. Felizes sereis quando vos insultarem e perseguirem e, por minha causa, disserem todo tipo de calúnia contra vós. Alegrai-vos e exultai, porque grande será a vossa recompensa nos céus.

COMENTÁRIO

Hoje falaremos de vida e de esperança. No evangelho de hoje, conhecido como o Sermão da Montanha ou das Bem-Aventuranças, Jesus chama de muito felizes, de bem aventuradas àquelas pessoas que nós chamamos de infelizes e desventuradas.  

Não é fácil entender essas palavras de Jesus. Já pensou? Como pode um pobre, que não tem sequer onde morar, ser o dono do Reino dos Céus e como pode ser chamado de feliz aquele que chora? Difícil de entender, porém uma coisa é certa, a pobreza, o sofrimento, a fome e a sede, enfim, todas as coisas que nos angustiam, também não agradam a Deus.

Deus não fica nada satisfeito por ver-nos mergulhados em sofrimentos e angústias. Não nos manda desgraças e tribulações. Não quer ver nenhum de seus filhos sofrendo e reservou, para cada um dos bem-aventurados, a plena felicidade na Glória Celeste.

Vamos nos ater em algumas das bem-aventuranças. A primeira proclama de felizes ou bem-aventurados, os pobres em espírito. Para nossa cultura, essa expressão pode parecer estranha e levar-nos a concluir que, esses “pobres” são pessoas sem cultura, atrasadas mentalmente ou que não possuem bens materiais. 

ESTE ARTIGO CONTINUA

Share Button

 

comentário(s)

  1. Custódia da Costa santos disse:

    Gosto muito deste Evangelho, pois nele, Jesus nos dá uma certeza linda para todos os tempos, todas as camadas sociais e todas as idades. Para mim, os pobres, os humildes, os mansos, misericordiosos, são todos aqueles que se deixam libertar por Cristo, que transforma o seu coração á imagem do Mestre e Senhor. Também eu peço a Jesus,que tranforme o meu coração á Sua medida e não á minha. Amen

Deixe uma resposta