Devo ficar em tua casa – Evangelho Comentado

sexta-feira, outubro 29, 2010

 

zaqueu evangelho comentado igreja catolica canto da paz ordem franciscana irmas clarissas mosteiro vocacao impostos

EVANGELHO COMENTADO – 31° Domingo do Tempo Comum

Evangelho: (Lc 19, 1-10) – Jesus entrou em Jericó e atravessava a cidade. Havia ali um homem rico, chamado Zaqueu, chefe dos cobradores do imposto. Procurava ver Jesus, mas não conseguia por causa da multidão, pois era muito baixo. Correndo na frente, subiu numa figueira brava para vê-lo, pois tinha de passar por ali. Ao chegar ao lugar, Jesus olhou para cima e disse-lhe: “Zaqueu, desce depressa, pois hoje devo ficar em tua casa”. Ele desceu a toda pressa e o recebeu com alegria. Ao ver isso, todos começaram a resmungar: “Ele foi hospedar-se na casa de um pecador”. Zaqueu entretanto, de pé, disse ao Senhor: “Senhor, vou dar a metade dos meus bens aos pobres e, se em alguma coisa prejudiquei alguém, vou restituir quatro vezes mais”. Disse-lhe Jesus: “Hoje a salvação entrou nesta casa porque também este é um filho de Abraão. Pois o Filho do homem veio procurar e salvar o que estava perdido”.

COMENTÁRIO

O Evangelho de hoje nos apresenta Jesus entrando em Jericó, em sua caminhada para Jerusalém, onde entregaria sua vida no calvário. Jericó ficava no caminho entre o Jordão e Jerusalém. Em Jericó Jesus encontrou um cobrador de impostos, um publicano odiado pela sociedade, por sua profissão.

Os publicanos eram chamados de ladrões. Esse então era mais do que odiado, pois não era somente um cobrador de impostos, era o chefe dos cobradores, o chefe dos ladrões. Neste Evangelho encontramos dados interessantes, como por exemplo, o nome do personagem mencionado.

Chamava-se Zaqueu, um nome muito comum entre os judeus. Ironicamente, no hebraico, Zaqueu quer dizer “puro”. Além de seu nome, o evangelista Lucas observa outro detalhe curioso, era um homem de baixa estatura, um baixinho como popularmente dizemos.

Ao dizer que Zaqueu era baixinho, parece que Lucas pretendia mostrar que, aos olhos do povo, Zaqueu era pequeno, mesquinho, insignificante, porém, aos olhos de Deus, era um filho amado. Com chances de salvação, bastando para isso arrepender-se e mudar de vida.

Imagine a cena: Zaqueu, um homem rico, de certa posição social, se expõe ao ridículo e sobe numa árvore, só para ver Jesus. De repente, num gesto de surpresa e de bondade, Jesus olha para cima da árvore, dirige-se a Zaqueu e o convida a descer, pois vai precisar de sua casa para hospedar-se.

Zaqueu fica surpreso. Não acreditava no que estava vendo. Não esperava tal consideração da parte de Jesus. Era muita honra chamá-lo pelo nome e, ainda por cima pedir hospedagem em sua casa. A casa de um odiado cobrador de impostos.

Zaqueu recebeu Jesus em sua casa com imensa alegria. É claro que não faltaram comentários dos judeus pelo fato de Jesus hospedar-se na casa de um pecador. No entanto, Jesus não estava nem um pouco preocupado com os falatórios, afinal, Ele afirmou que não veio para os justos, mas sim para os pecadores.

Certamente Jesus ficou muito feliz com o desfecho de sua visita, pois Zaqueu se converteu e disse com grande alegria: “Dou a metade de meus bens aos pobres e, se prejudiquei alguém, devolverei o quádruplo”.

Através de Jesus, Zaqueu recebeu a salvação. Apesar de seus erros, apesar da vida irregular que levara, Zaqueu arrependeu-se e tratou de corrigir-se. Aquele que era excluído pela sociedade foi recebido com dignidade e amor entre os merecedores da eternidade feliz.

Comparados com Cristo, todos somos pequenos; tão pequenos quanto Zaqueu. Por isso, é preciso subir na árvore da fé. É preciso acreditar, acima de tudo, na cruz da Salvação. Vamos caminhar em direção a Jesus. Ninguém conseguirá vê-lo se ficar com os pés fixos na terra.

Zaqueu procurou conhecer Jesus para ver como ele era, como se comportava e como Jesus iria tratá-lo. Nós também devemos fazer o mesmo. Apesar das nossas falhas, de nossos pecados e da nossa pequenez, aproximemo-nos de Jesus. Vamos procurar ver Aquele que jamais desvia seu olhar de cada um de nós.

Veja que boa notícia: Basta olhar com atenção para Jesus e abrir os ouvidos do coração para ouvir estas suas palavras: “Desça depressa desse pedestal e venha até mim, pois ainda hoje quero hospedar-me em sua casa”.

(fonte do texto: www.miliciadaimaculada.org.br  –  autor: Jorge Lorente  –  vídeo: Frei Gilson Frede, capuchinho de Cabo Verde) 

Share Button

 

comentário(s)

  1. noemia disse:

    ola, adoro o vosso site todos os fins de semana venho ver qual é o Evangelho e gosto muito do comentário feito pelo Frade, acho que interioriza bastante. Um abraço em Cristo

  2. A salvação entrou na minha casa coração,até hoje estou perseverando no Caminho.Amém.Shalom.

  3. faustino silva disse:

    Gostei muito deste site e gostaria que fosse postado o evangelho comentado de Maria visita Isabel(Lc 1: 39 a 45)

  4. Olá Kátia, tudo bem? Opinando sobre o artigo acima, relativamente ao Evangelho de Lucas, sobre Zaqueu e sua conversão, pelo seu sincero arrependimento e o firme propósito de seguir a Deus, é deveras edificante pois não importa o tempo, quando a conversão ocorre. O importante é que ela ACONTEÇA. Assim foi com o baixinho Zaqueu. Estamos a esperar pela conversão de muitos outros “Zaqueus” de nossos dias, no nosso querido Brasil e no mundo.

  5. Vitoria dos Santos Sousa disse:

    Gostei imenso! Encontrei este site por acaso, como estava pesquisando a personagem de Zaqueu para preparar o meu retiro de quaresma e deparei com este comentário muito rico e com pessoa da família. obrigada Frei Gilson que Deus te abençoe.

Deixe uma resposta