Com alegria põe a ovelha nos ombros – Evangelho Comentado

sábado, setembro 11, 2010

 

A música "kyrie Eleison" no vídeo acima é de autoria da Comunidade Católica Shalom. "Kyrie Eleison" é latim e significa "Senhor, tende piedade de nós". Esta expressão é usada no Ato Penitencial da Santa Missa, ainda hoje, em Missas solenes.

EVANGELHO COMENTADO – 24° Domingo do Tempo Comum

Evangelho: (Lc 15, 1-32) – Os fariseus e escribas diziam: “Este homem acolhe os pecadores e come com eles”. Então Jesus lhes contou a seguinte parábola: “Quem de vós, se tiver cem ovelhas e perder uma, não deixa as noventa e nove no campo e vai em busca da ovelha perdida até encontrá-la?  E quando a encontra, com alegria a põe nos ombros, volta para casa e chama os amigos e vizinhos, dizendo-lhes: ‘Alegrai-vos comigo porque encontrei a ovelha perdida’…

… Eu vos digo que também no céu haverá mais alegria por um pecador que se converte do que por noventa e nove justos que não necessitam de conversão. (…) E acrescentou: “Um homem tinha dois filhos. O mais jovem disse ao pai: ‘Pai, dá-me a parte da herança que me cabe’. E o pai dividiu os bens entre eles. O filho mais jovem juntou tudo e partiu para uma terra distante. Lá dissipou todos seus bens numa vida desregada. Depois de gastar tudo e passar fome, voltou arrependido (…) O pai o acolheu com muito amor e grande festa (…) disse ao filho mais velho: “Filho, tu estás sempre comigo e tudo o que é meu é teu. Mas era preciso fazer festa e alegrar-se, porque este teu irmão estava morto e voltou à vida; tinha-se perdido e foi encontrado”.

COMENTÁRIO

Estamos no mês da Bíblia, por isso vamos iniciar nosso encontro com esta oração: Meu Senhor e meu pai! Envia teu Santo espírito para que eu compreenda e acolha a tua Santa Palavra! Que eu te conheça e te faça conhecer / te ame e te faça amar / te sirva e te faça servir / te louve e te faça louvar por todas as criaturas. Faze, ó Pai, que pela leitura da Palavra os pecadores se convertam, os justos perseverem na graça e que todos nós possamos conseguir a vida eterna. Amém!

O Evangelho de hoje nos fala do grande amor de Deus por cada um de seus filhos, fala de sua preocupação por cada um de nós e, acima de tudo, fala de perdão.

Mais uma vez Jesus é criticado pelos escribas e fariseus porque acolhia cobradores de impostos e pecadores. Na verdade, Jesus não só os acolhia como também tomava suas refeições com eles. Esse comportamento de Jesus não é aceito por aqueles que se autodenominam puros e eleitos de Deus.
Diante de tantas críticas, Jesus tenta mostrar, através de parábolas, como Deus é misericordioso e como se preocupa com a salvação de seus filhos. Ao mostrar a bondade do Pai, Jesus estava também explicando o porquê da misericórdia, bondade e amor para com os pecadores.

Jesus usa três parábolas para demonstrar o grande amor de Deus. Começa falando da ovelha desgarrada, depois da alegria da mulher ao reencontrar sua moedinha perdida e finaliza com o emocionante relato de um pai que ama de verdade.

Jesus afirma que há mais alegria em salvar um só, do que ter noventa e nove que não se consideram necessitados da salvação. Uma única ovelha desgarrada do rebanho merece toda atenção, pois ela corre sérios riscos.

Longe do pastor ela está insegura. Afastada do rebanho será presa fácil dos predadores. Os "lobos" e "chacais", do dia-a-dia arrastam a ovelha perdida para o caminho da morte e da perdição. Somente o Bom Pastor poderá reconduzi-las, com segurança, ao aprisco do Senhor.

jesus cristo ovelhas rebanho igreja catolica canto da paz filho

Com esse exemplo, Jesus mostra nossa fragilidade e os perigos que nos rondam quando caminhamos sozinhos. É preciso humildade para se deixar conduzir. Quem não se deixar levar pelos caminhos do amor, do perdão e da preservação da vida, nunca encontrará verdes pastagens e águas cristalinas.
Com a parábola da moeda que foi reencontrada, Jesus ressalta que é preciso valorizar também as pequenas coisas. Lembra-nos que por menor e menos valiosa que possa parecer uma moeda, ela sempre será uma moeda e terá seu devido valor. Quantas vezes ela é o complemento que falta para a passagem do ônibus. Milhares não comem pão, por falta de uma moedinha.

Finalmente Jesus fala do filho arrependido. Nos três casos, Jesus nos dá uma clara demonstração do enorme amor de Deus por cada uma de suas ovelhas, do quanto Ele valoriza sua pequena moeda e a cada um de seus filhos afastados.
Somos ovelhas, moedas e filhos ingratos, mas acima de tudo, é preciso lembrar que somos Igreja. Por isso, vamos nos aproximar do Pai e sair a campo a procura das ovelhas, das moedinhas e dos milhares de filhos que ainda desconhecem o amor e o perdão.

(fonte: www.miliciadaimaculada.org.br  –  autor: Jorge Lorente)

Share Button

 

comentário(s)

  1. Será que não temos nada pra nos alegrar? A nossa vida é um milagre,temos família,amigos,isso tudo não é pra festejar! Amém.Shalom.

  2. Custódia Santos disse:

    Parece que a fundamental ideia de jesus, foi mostrar de muitas maneiras o amor do Pai!
    Será que sinto também essa necessidade de falar do amor do Pai? Gostamos de falar do que gostamos e nos apaixona: estarei apaixonada pelo Pai, que sinta necessidade de O dar a Conhecer a propósito e despropósito?
    Que o Espírito Santo faça crescer em mim essa necessidade sempre crescente.

  3. lourdes motta disse:

    é maravilhoso escutar o coração que é voltado para Deus

  4. micheline disse:

    pense nos vidios maravilhosos e quando eu estou pra baixo venho e escuto e assisto eu me sinto bem mais leve e vejo o quanto sou amada por Jesus

Deixe uma resposta