Dom Orani responde à acusação sofrida

domingo, março 3, 2019

Na semana passada o ex-governador, Sérgio Cabral, preso e condenado, até o momento a 198 anos de prisão, resolveu fazer insinuações sem fundamento e sem provas contra a igreja católica do Rio de Janeiro, em seu depoimento, e, em particular, contra o Cardeal Arcebispo, Dom Orani Tempesta.

Para os que não sabem, Sérgio Cabral assaltou os cofres públicos do Estado do Rio de Janeiro, levando milhares de doentes a ficar sem o devido atendimento nos hospitais, por falta de verba para a compra de remédios e de materiais hospitalares.  Muitos morreram em decorrência desta falta de atendimento. Isto sem falar nas propinas recebidas por obras públicas etc etc etc.

RESPOSTA DE DOM ORANI TEMPESTA – dirigida aos padres e aos fiéis católicos

“Caríssimos sacerdotes,

Peço que, se for oportuno ou solicitado, levem ao povo os esclarecimentos acerca das notícias veiculadas pela imprensa nesta semana.

1) Ao contrário do que insinuou o ex-governador em audiência à justiça, não houve nenhum tipo de conduta ilícita.

2) Nunca exerci cargo na administração da Pró-Saúde, não pratiquei atos de gestão, nem influenciei em sua administração.

3) Jamais utilizei minha posição de cardeal e arcebispo para solicitar benefícios para quaisquer instituições.

4) O fato de alguém utilizar meu nome, não significa que tenha recebido a minha autorização.

5) Recebo e acolho a todos indistintamente. Receber e acolher não significam concordar com a pessoa ou com os atos de uma instituição.

6) A alegação de que uma pessoa seria meu suposto braço direito é falsa. A pessoa mencionada na reportagem jamais exerceu cargo algum na Arquidiocese do Rio de Janeiro e não pertence ao clero desta arquidiocese.

7) Como a própria revista reconhece, não há indícios de que tais insinuações sejam verdadeiras.

8) É importante que tudo seja investigado e apurado pelas autoridades competentes, a fim de que a verdade dos fatos seja reestabelecida.

Esclarecidos esses pontos, no aniversário desta cidade, sendo testemunhas de um tempo novo, não tenhamos no coração nenhum desejo de vingança ou rancor, mas sim invoquemos a graça de Deus para concretizar o perdão, a justiça e a paz, semeando a chama da esperança.

Cardeal Orani João Tempesta, O. Cist.
Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro”

(fonte do texto entre aspas: Arquidiocese do Rio de Janeiro)

 

#DomOraniSergioCabral
#DomOraniSergioCabralCantoDaPaz

Share Button

 

Deixe uma resposta