Nossa Senhora Aparecida no Carnaval 2017

sábado, fevereiro 25, 2017

Com a aprovação da Igreja Católica (nomeadamente do Cardeal de São Paulo, Dom Odilo Scherer, do Conselho Pro-Santuário Nacional de Aparecida que tem como participantes o Arcebispo de Aparecida e do Presidente da CNBB, além de vários outros arcebispos do Brasil e também o Reitor da Basílica de Aparecida), a escola de samba Vila Maria de São Paulo homenageou Nossa Senhora Aparecida no Carnaval de São Paulo deste ano. A homenagem foi por ocasião dos 300 anos da aparição da Virgem Maria, que está sendo comemorado este ano pela Igreja Católica e pelo povo brasileiro.

A escola de samba cumpriu todas exigências da Igreja, tais como, apresentar o modelo das fantasias para aprovação, ausência de nudez, ausência de sincretismo religioso etc, como poderá ser lido no artigo de explicação de Dom Odilo.

Estejamos junto aos nossos pastores acreditando que Nossa Senhora será com isso mais conhecida e amada, inclusive fora do Brasil.

ARTIGO COM EXPLICAÇÃO DE DOM ODILO SCHERER- Cardeal Arcebispo da Arquidiocese de São Paulo

“NOSSA SENHORA NO CARNAVAL

Sou muito devoto da Mãe de Jesus, Nossa Senhora, invocada com carinho sob muitos títulos. Desde criança, aprendi a rezar o terço, a cantar à “Mãezinha do Céu” e a me consagrar a ela todos os dias. Com o povo católico, alegro-me pela comemoração dos 300 anos do achado da imagem sagrada da Mãe Aparecida e escrevi, recentemente, uma carta pastoral à Arquidiocese de São Paulo, com o título “Viva a Mãe de Deus e nossa”, sobre o lugar de Maria no coração de Deus, de Jesus Cristo e da Igreja, não podendo estar ausente do coração dos cristãos. E fico triste cada vez que se desrespeita a Mãe de Jesus; é como se fosse destratada minha própria mãe.

Desejo, pois, desfazer dúvidas e temores a respeito da “homenagem a Nossa Senhora Aparecida” que a escola de samba “Unidos de Vila Maria” vai fazer no carnaval de 2017, em São Paulo. No dia 25 de março de 2015, fui procurado pelos representantes da citada escola de samba. Em vista do 3º centenário do encontro da imagem sagrada nas águas do rio Paraíba do Sul, achavam que seria a ocasião propícia para apresentar o tema de Aparecida num enredo do carnaval de 2017, como um tributo a Nossa Senhora Aparecida. Indaguei sobre o formato da proposta que apresentavam e, desde logo, procurei verificar se era algo sério, que não desrespeitasse minimamente a Mãe de Jesus, ou debochasse da fé do povo católico. Obtive todas a explicações que desejava e lhes informei que era necessário refletir e que a “autorização” pedida não dependia apenas do arcebispo de São Paulo. Eles, desde logo, se dispuseram a aceitar todas as orientações de nossa parte. Mais ainda: pediram uma supervisão, da parte da Igreja, para os preparativos da homenagem.

A questão foi levada ao conhecimento do Conselho Pro-Santuário Nacional de Aparecida, encarregado de acompanhar, em nome da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, a vida pastoral e administrativa do Santuário. Participam do Conselho, além do Arcebispo de Aparecida e do Presidente da CNBB, vários outros arcebispos do Brasil e também o Reitor da Basílica. O pedido da “Vila Maria” foi exposto na reunião de 27 de março de 2015. Levantaram-se várias questões e foram pedidos esclarecimentos, em vista de uma resposta à Escola Unidos de Vila Maria.

ESTE ARTIGO CONTINUA ABAIXO NA PAGE 2

Share Button

 

Deixe uma resposta