Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo

sexta-feira, novembro 21, 2014

  No final deste artigo você poderá BAIXAR O FOLHETO DA MISSA e encontrará o VÍDEO EXPLICATIVO.

cristo_rei_universo

Evangelho: (Mt 25, 31-46) – Quando o Filho do homem vier em sua glória com todos os seus anjos, então se assentará no seu trono glorioso. Em sua presença, todas as nações se reunirão e ele vai separar uns dos outros, como o pastor separa as ovelhas dos cabritos. Colocará as ovelhas à sua direita e os cabritos, à esquerda. E o rei dirá aos que estiverem à sua direita: ‘Vinde, abençoados por meu Pai! Tomai posse do Reino preparado para vós desde a criação do mundo. Porque tive fome e me destes de comer, tive sede e me destes de beber, fui peregrino e me acolhestes e, estive nu e me vestistes, enfermo e me visitastes, estava na cadeia e viestes ver-me’…

… E os justos perguntarão: ‘Senhor, quando foi que te vimos com fome e te alimentamos, com sede e te demos de beber? Quando foi que te vimos peregrino e te acolhemos, nu e te vestimos? Quando foi que te vimos enfermo ou na cadeia e te fomos visitar?’ E o rei dirá: ‘Eu vos garanto: todas as vezes que fizestes isso a um desses meus irmãos menores, a mim o fizestes’. Depois dirá aos da esquerda: ‘Afastai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos. Porque eu tive fome e não me destes de comer, tive sede e não me destes de beber, fui peregrino e não me destes abrigo; estive nu e não me vestistes, enfermo e na cadeia e não me visitastes’. E eles perguntarão: ‘Senhor, quando foi que te vimos faminto ou sedento, peregrino ou enfermo ou na cadeia e não te servimos?’ E ele lhes responderá: ‘Eu vos garanto: quando deixastes de fazer isso a um desses pequeninos, foi a mim que não o fizestes’. E estes irão para o castigo eterno, enquanto os justos, para a vida eterna”.

COMENTÁRIO

Este Domingoe é um dia festivo para o cristão, pois celebramos Cristo Rei. O Único e Verdadeiro Rei. O Rei do universo, Rei das nossas vidas, das nossas famílias e dos nossos corações.

Com a festa de Cristo Rei, nós encerramos este ano litúrgico (ano A). Na próxima semana estaremos comemorando o primeiro domingo do Advento. Advento, tempo de preparação para a vinda do Menino Deus, tempo de espera e início de mais uma caminhada no novo ano litúrgico, (ano B.

A festa de Cristo Rei do Universo é um prêmio para o cristão. É a forma que a Igreja encontrou para coroar os esforços e trabalhos das comunidades através dessa grande festa. Festa que é, ao mesmo tempo, de extrema nobreza e humildade.

Festejamos Jesus, o Rei dos reis que, sendo Filho de Deus, não assumiu o poder nem os símbolos da grandeza humana, mas vestiu-se com as roupas da humildade, da simplicidade e da pobreza. Um Rei nobre por natureza, capaz de vencer sem destruir, fazendo do amor sua única arma.

“Vinde, benditos de meu Pai! Vós que estais à minha direita, recebei como herança este Reino que meu Pai vos preparou desde a criação do mundo!” Já pensou? Consegue imaginar a alegria daqueles que ouvirem estas palavras?

Ser chamado de bendito e encontrar seu lugar reservado em meio às maravilhas que os olhos humanos jamais viram. Essa é a herança para quem souber partilhar e encontrar no amor uma forma de servir. Estar à direita do Rei significa estar ao lado dos fracos, dos pobres, dos oprimidos e injustiçados.

Jesus se identifica com o irmão faminto, doente, encarcerado e marginalizado. Dar de comer ou de beber, visitar, abrigar, socorrer nos momentos difíceis; essas são algumas das coisas que podemos fazer, ou não, por nosso semelhante.

Não existe neste mundo um reinado com tanta liberdade. Ninguém é tão livre quanto os súditos do Rei dos reis. A escolha é nossa, no entanto, Jesus deixou bem claro que aquilo que se faz ou se deixa de fazer ao próximo, é a Ele que fazemos ou deixamos de fazer.

Ser ovelha ou cabrito é uma questão de livre escolha. Ficar à esquerda ou à direita do Pastor depende somente de nós. Como foi dito, nossa liberdade é ilimitada, nosso Rei não é opressor, mas é exigente, e suas regras são muito claras. Seu lado direito já está reservado para quem viver o amor.

E os gestos concretos? A solidariedade, a caridade, onde estão? Estas serão as perguntas que ouviremos um dia. Feliz aquele que tiver respostas concretas, feliz o justo que, mesmo sem saber, deu de beber e de comer, vestiu, visitou, acudiu Jesus Cristo na figura do irmão. Esse viverá a liberdade, será acariciado como a ovelha resgatada e receberá sua herança na eternidade.

(fonte do texto: www.miliciadaimaculada.org.br  –  autor: Jorge Lorente  /  vídeo: Dom Orani, Cardeal Arcebispo do Rio de Janeiro, Brasil)

  Clique aqui para BAIXAR O FOLHETO DA MISSA

(O folheto foi disponibilizado na internet pela Arquidiocese de São Paulo)

Share Button

 

comentário(s)

  1. Custódia da Costa Santos disse:

    “Um Rei nobre por natureza, capaz de vencer sem destruir, fazendo do amor sua única arma”.
    Senhor, quem não desejaría ser pertença de um rei assim? Que nos impede de O seguir sempre? A nossa fraqueza e a sedução das coisas deste mundo, que nos arrastam? Ajuda-nos, Senhor, a vencer as tentações do mal e a seguir -Te, amando.

  2. Severino Fernandes de Lima disse:

    Senhor. Faz de mim um ser melhor. Para que veja no irmão mais necessitado à tua Presença.

Deixe uma resposta