São Lourenço e a grelha

sexta-feira, agosto 8, 2014

SÃO LOURENÇO – Celebrado no dia 10 de agosto

sao_lourenço

Lourenço de Huesca ou São Lourenço (Huesca ou Valência, Espanha, 225? — Roma, 10 de agosto de 258) foi um mártir católico e um dos sete primeiros diáconos (guardiões do tesouro da Igreja) da Igreja Cristã, sediada em Roma.

O cargo de diácono era de grande responsabilidade, pois consistia no cuidado dos bens da Igreja e a distribuição de esmolas aos pobres. No ano 257, o imperador romano Valeriano decretou a perseguição aos cristãos e, ao ano seguinte, foi detido e decapitado o Papa Sisto II.  (fonte: Wikipedia)

São Lourenço e a grelha

S. Lourenço era diácono, e viveu em Roma, no Séc. III. Era o tempo do imperador Valeriano, um dos mais cruéis perseguidores dos cristãos.

Lourenço coordenava a assistência aos pobres da diocese de Roma. O imperador prendeu o papa, Sixto II. Dias depois, Lourenço foi visitá-lo na prisão.

O papa, prevendo seu martírio e coisas piores para a Igreja de Roma, pediu-lhe que vendesse todos os cálices e utensílios sagrados, para que não fossem profanados pelos pagãos, e empregasse o dinheiro na assistência aos pobres. Assim fez Lourenço. Alguns dias depois, Sixto II foi decapitado.

Logo em seguida, o imperador mandou uma ordem a Lourenço, que reunisse todos os tesouros da Igreja, e depois o avisasse, para que ele fosse pessoalmente buscá-los. O imperador pensava que a Igreja de Roma era muito rica. Como hoje alguns pecadores pensam.

O que Lourenço fez. Reuniu, na casa do papa, os pobres que as Comunidades cristãs de Roma atendiam, e avisou o imperador de que os tesouros da Igreja já estavam reunidos.

Mais que depressa, Valeriano veio com suas carruagens, pensando encontrar uma grande fortuna.

Lourenço recebeu-o do lado de fora da casa, depois abriu a porta, apontou para os pobres e disse: “Majestade, aqui estão os tesouros da Igreja. Pode levá-los. Aliás, Vossa Majestade os encontra em todas as ruas de Roma, deitados nas calçadas”.

Diante de tamanho acinte e desacato à autoridade, o imperador ficou furioso. Mandou prender imediatamente Lourenço, e o condenou à morte. Ordenou que ele fosse executado com o suplício mais cruel: Queimado vivo.

Os soldados fizeram uma grande grelha, tipo churrasqueira, deitaram Lourenço em cima e puseram fogo na lenha que estava embaixo.

Lourenço era muito alegre e brincalhão. Movido por uma força especial de Deus, ele disse ao carrasco: “Pode virar-me, deste lado já está assado!” Isso aconteceu dia 10/08/258.

ENSINAMENTO: O cristão é sempre alegre, até na hora do martírio.

Na verdade, quando Lourenço chamou os pobres de tesouros da Igreja, não quis provocar o imperador, mas dizer a verdade. O grande tesouro da Igreja são os pobres. Eles são a maior riqueza das nossas Comunidades, e ao mesmo tempo a sua grande preocupação. Os pobres são a presença de Cristo entre nós.

Na Ladainha, Maria Santíssima é chamada de Causa da nossa alegria, porque foi instrumento de Deus para nos dar a maior alegria do mundo: O seu Filho.

(Autor: Pe. Queiroz)

Share Button

 

Deixe uma resposta