Curiosidades: Aves usam algodão com pesticida

sexta-feira, maio 16, 2014

algodao_pesticida_galapagos

Pássaros das Ilhas Galápagos são ameaçadas por larvas de moscas.
Pesquisadores deixaram algodões com pesticida perto de locais de ninhos.

Cientistas desenvolveram um método curioso para ajudar pássaros ameaçados nas Ilhas Galápagos a se defender contra uma ameaça parasita.

Os tentilhões-de-Galápagos – pássaros famosos por terem inspirado Charles Darwin a criar a teoria da evolução por seleção natural – são frequentemente ameaçados por larvas de moscas parasitas que matam os filhotes nos ninhos.

O que os pesquisadores fizeram foi colocar bolas de algodão com um suave pesticida perto de onde os pássaros faziam seus ninhos. Os pássaros pegavam pedaços do algodão com seus bicos e os incorporavam aos ninhos, matando as larvas de moscas sem prejudicar seus filhotes. A descoberta foi publicada na revista “Current Biology”

O pesticida escolhido foi a permetrina, geralmente usado para tratar piolhos em pessoas. Ele também é capaz de matar a espécie de mosca Philornis downsi, aparentemente introduzida involuntariamente por pessoas nas Ilhas Galápagos. Essa espécie tem sido responsabilizada pelo declínio dos tentilhões-de-Galápagos, incluindo duas espécies ameaçadas.

“Esse parasita não era encontrado nas Galápagos historicamente, por isso os tentilhões-de-Galápagos não tiveram tempo de desenvolver defesas contra os parasitas”, disse o biólogo Dale Clayton, da Universidade de Utah, um dos autores do estudo.

As moscas provavelmente chegaram às ilhas a bordo de navios ou aviões. O problema foi notado pela primeira vez em 1997. As moscas põem ovos nos ninhos dos pássaros e, ao nascerem, as larvas se alimentam do sangue dos filhotes e de suas mães.

“Atualmente, não há métodos de combater efetivamente o parasita”, diz a pesquisadora Sarah Knutie, também na Universidade de Utah.

A pesquisa mostrou que, quando os pássaros usaram pedaços de algodão com pesticida, a quantidade de larvas reduziu para ao menos a metade. Nos ninhos em que a quantidade de algodão com pesticida chegava a um grama, quase todos ficaram completamente livres do parasita.

(fonte: http://g1.globo.com/natureza/noticia/2014/05/ave-usa-algodao-com-pesticida-para-fazer-ninho-e-elimina-ameaca-parasita.html)

Share Button

 

comentário(s)

  1. amadeu trevisan araujo disse:

    Sendo fã de pássaros, gostei muito do artigo sobre os tentilhoes de Galapagos.
    E tambem obvio sobre o batismo àqueles que batem às portas da Igreja. Crianças têm direito ao batismo.

Deixe uma resposta