Papa disse que cariocas são “ladrões”

sábado, abril 12, 2014

papa_cariocas_ladroes

O Cardeal do Rio de Janeiro, Dom Orani, foi agradecer presença do Papa na JMJ-Rio 2013 e fica no Vaticano até o Domingo de Ramos

Dom Orani João Tempesta está no Vaticano para visitar o Papa Francisco. Ele foi acompanhado do Comitê Organizador Local da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) do Rio e se encontrou ontem com o Santo Padre. O grupo foi agradecer a presença de Francisco no evento católico, em 2013. Em seu discurso, ele voltou a falar que os brasileiros roubaram seu coração.

“Nove meses após a minha inesquecível viagem ao Brasil, onde fui recebido de braços abertos pelo povo carioca, sinto uma alegria especial acolhendo hoje este grupo”, afirmou o Papa. Em outro trecho, ele disse: “ Ao término daquela semana, voltando para Roma, cheio de saudades, dei-me conta de que os cariocas são uns ‘ladrões’! Sim, ‘ladrões’, pois roubaram o meu coração! Aproveito a presença de vocês aqui hoje para agradecer-lhes por este ‘roubo’: muito obrigado por terem me contagiado com o entusiasmo de vocês lá no Rio”.

A agenda no Vaticano é extensa. Nesta semana, haverá reunião com o Pontifício Conselho para os Leigos (PCL) e com todos as delegações da juventude católica de vários países, para fazer um balanço da Jornada no Rio. No mesmo encontro, será apresentada uma prévia da próxima edição do evento em Cracóvia, na Polônia.

No domingo de Ramos, dia 13, um grupo de brasileiros vai entregar aos jovens poloneses os símbolos da JMJ, que peregrinaram no País: a cruz e o ícone de Nossa Senhora. Da comissão do governo do Rio, presidida por Luiz Carlos Pugialli, o Papa recebeu de presente o livro ‘Igrejas Históricas do Rio de Janeiro’, uma obra feita pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac), que documenta as edificações religiosas do estado.

(fonte: http://odia.ig.com.br/)

Share Button

 

Deixe uma resposta