Nossa Senhora da Glória – Evangelho Comentado

sábado, agosto 18, 2012

 

The YouTube ID of b_1pOvrG6KA&feature=player_profilepage is invalid.

Assunção de Nossa Senhora – Solenidade

NOSSA SENHORA DA GLÓRIA – EVANGELHO COMENTADO

“Todas as gerações me chamarão bem-aventurada!”

No dia 15 de agosto a Igreja Católica celebrou a Assunção de Nossa Senhora aos céus, ou seja, a sua elevação aos céus. Porém, no Brasil, esta Solenidade é celebrada no primeiro domingo após o dia 15 de agosto. Neste ano, será no domingo dia 19 de agosto. Por este motivo, apresentamos o Evangelho da assunção de Maria.

Evangelho de Lc 1, 39-56 – Naqueles dias, Maria se pôs a caminho e foi apressadamente às montanhas para uma cidade de Judá. Entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel. Aconteceu que, mal Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança saltou em seu ventre; e Isabel, cheia do Espírito Santo, exclamou em voz alta: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! Donde me vem a honra que a mãe do meu Senhor venha a mim?  Pois quando soou em meus ouvidos a voz de tua saudação, a criança saltou de alegria em meu ventre. Feliz é aquela que teve fé no cumprimento do que lhe foi dito da parte do Senhor”. Então Maria disse: “Minha alma engrandece o Senhor e rejubila meu espírito em Deus, meu Salvador, porque olhou para a humildade de sua serva. Eis que de agora em diante me chamarão feliz todas as gerações, porque o Poderoso fez por mim grandes coisas. O seu nome é santo. Sua misericórdia passa de geração em geração para os que o temem. Mostrou o poder de seu braço e dispersou os que se orgulham de seus planos. Derrubou os poderosos de seus tronos e exaltou os humildes. Encheu de bens os famintos e os ricos despediu de mãos vazias. Acolheu Israel, seu servo, lembrando-se de sua misericórdia, conforme o que prometera a nossos pais, em favor de Abraão e de sua descendência, para sempre”. Maria ficou com Isabel uns três meses e voltou para casa.

COMENTÁRIO

Mais uma vez estamos juntos neste domingo festivo. O nosso coração está alegre porque hoje é a festa da Glória. Hoje, comemoramos um dogma de fé. Festejamos a Assunção de Maria.

Gloriosamente, Maria é elevada ao céu em corpo e alma! A justiça de Deus é inquestionável. Disso nós temos certeza, porém, uma das coisas mais justas que Deus fez, foi levar Maria para perto de si, em corpo e alma.

Não podia ser corrompido pelos vermes o corpo que gerou o Filho de Deus. Tinha que ser preservado o Santuário do Espírito Santo. Maria, uma criatura especial, merecia também receber um tratamento especial.

“Minha alma engrandece o Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador”. Foi assim que Maria iniciou a sua oração em ação de graças ao Pai que Ela tanto amou e para quem nada negou. Toda sua vida foi marcada pela palavra sim.

Dois momentos muito importantes devem ser ressaltados no evangelho de hoje: O primeiro nos mostra Maria dirigindo-se, apressadamente para socorrer Isabel. Encontrou caminhos difíceis na região montanhosa. Entretanto, deixou a caridade falar mais alto, nenhum obstáculo serviu de pretexto para desistir. Corajosamente nossa Mãe venceu todas as barreiras.

Vamos também gravar em nossos corações este outro momento, quando Maria disse: "Ele olhou para a humildade de sua serva". Estas palavras de Maria nos mostram o seu caráter, são como um “Raio X” do seu coração. Maria, obediente e desapegada dos bens materiais, é o Modelo de Humildade.

A humildade da Santíssima Virgem é a causa da sua grandeza! Humilhou-se a ponto de reconhecer sua insignificância e o seu nada, como Ela própria dizia. Por tudo isso, o Senhor a exaltou à mais alta dignidade, pela qual será bendita por todas as gerações.

Maria soube enxergar a bondade de Deus e seu imenso amor ao escolhê-la para Mãe do seu próprio Filho. Ela, uma jovem pobre, desconhecida naquela sociedade e residente na periferia de um lugarejo também desconhecido. Porque Deus não escolheu uma rainha para ser a mãe de Seu Filho?

Claro que escolheu! Como se diz popularmente, Maria foi escolhida a "dedo". Deus Pai deu à Maria uma realeza jamais encontrada em nenhuma rainha. O Salvador do mundo, o seu Filho, tinha que ter uma Mãe pura e majestosa. Por isso, Maria é a mais bela e perfeita criatura, preservada até mesmo do pecado original.

Maria, glorificada na Assunção, é a imagem e o modelo da criatura plenamente salva, liberta e realizada. A Assunção de Maria é a grande prova da misericórdia divina, é a união entre o céu e a terra.

A Assunção, é uma demonstração das maravilhas que Deus preparou para os seus filhos, é uma pequena amostra do que está reservado para os servos que souberem viver a humildade e a caridade.

(Vídeo: TV Franciscanos – Texto: www.miliciadaimaculada.org.br – autor: Jorge Lorente)

 

Share Button

 

Deixe uma resposta