Reunidos em meu nome – Evangelho Comentado

sexta-feira, setembro 2, 2011

 

EVANGELHO COMENTADO – 23º Domingo do Tempo Comum

Evangelho: (Mt 18, 15-20) – Jesus disse: “Se teu irmão pecar, vai e censura-o pessoalmente. Se ele te ouvir, terás ganho teu irmão. Se não te ouvir, leva contigo uma ou duas pessoas a fim de que toda a questão se resolva pela decisão de duas ou três testemunhas. Se não as ouvir, vai dizê-lo à igreja. E, se não escutar a igreja, seja para ti como um pagão e pecador público….

… Eu vos garanto: Tudo que ligardes na terra, será ligado no céu; e tudo que desligardes na terra, será desligado no céu. Digo-vos ainda: Se dois de vós se unirem na terra para pedir qualquer coisa, hão de consegui-lo do meu Pai que está nos céus. Porque onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, eu estarei ali no meio deles”.

COMENTÁRIO

Novamente estamos juntos para meditar a Palavra de Deus. Hoje, Jesus nos fala das falhas humanas, fala daquele mundo de erros que cometemos no nosso dia-a-dia. Fala daquelas nossas falhas que nós achamos normais e chamamos de “errinhos”.

Jesus fala também de perdão e de reconhecer o erro. No entanto, temos uma dificuldade enorme para perdoar e raramente reconhecemos nossos erros. Reconhecer o próprio erro não é sinal de fraqueza, mas é acima de tudo sinal de respeito e amor.

“Se teu irmão pecar contra ti, se ele errar, vai corrigi-lo, mas em particular, a sós contigo!” Jesus é bem claro, manda corrigir discretamente, sem fazer escândalo. Pede compreensão e amor diante do irmão que erra.

“Se ele te ouvir, tu ganhaste o teu irmão!” Nessas palavras de Jesus está presente o seu convite para a conversão. Se soubermos usar as palavras, se deixarmos transparecer nossos exemplos, certamente seremos entendidos.

É preciso coragem para alertar o irmão quanto aos seus erros. O verdadeiro amigo não fecha os olhos para as coisas erradas. O amigo de verdade vai lá e alerta, corrige com sabedoria. Convence e converte com respeito e com amor.

É preciso estar convencido e convertido para convencer e converter. Não basta filosofar e dizer que errar é humano e que perdoar é divino. É preciso coragem e honestidade para reconhecer que errou.

Realmente, não é fácil admitir nosso próprio erro. O orgulho nos impede de enxergar nossas falhas e nos impulsiona a observar somente o comportamento alheio. Não enxergamos nossas ações, muitas vezes, totalmente contrárias às atitudes cristãs.

Primeiro vá pessoalmente e converse com seu irmão, fale cara a cara. Não tenha receio, certamente você encontrará as palavras adequadas. É importante salientar que essa conversa franca, respeitosa e reservada, também é válida para pedirmos perdão.

Reconhecer o erro, pedir perdão e saber perdoar, são essas as virtudes que Deus espera encontrar em cada um de nós. São Francisco de Assis nos deixou uma bela mensagem quando disse que é perdoando que se é perdoado. Convém lembrar que: assemelha-se a Deus, quem sabe perdoar.

Celebramos o perdão através do Sacramento da Reconciliação. O perdão nos leva à conversão. Converter-se significa reconciliar-se com Deus e com os irmãos. Vamos caminhar juntos e, como Jesus disse; vamos nos reunir em dois, três, aos milhares e, de mãos dadas, vamos celebrar a constante presença de Deus em nosso meio.

fonte do texto: www.miliciadaimaculada.org.br  –  autor: Jorge Lorente  –  vídeo: Gravação voluntária de Alcindo Castro – Produção Pequeninos do Senhor)

ACOMPANHE TAMBÉM O EVANGELHO DE 2ªF. A 6ªF., NA TVFRANCISCANOS

http://www.youtube.com/tvfranciscanos

Share Button

 

comentário(s)

  1. Alfredo disse:

    Excelente, eclarecedor, servirá de reforço para estudo bíblico. Parabéns

Deixe uma resposta