Instituto Secular: a pupila dos meus olhos…

sábado, agosto 20, 2011

 

Neste mês de agosto, dedicado às vocações, apresentamos um pequeno histórico de um Instituto Secular. Para os que não sabem, os Institutos Seculares são Institutos religiosos da Igreja Católica onde homens e mulheres se consagram a Deus, através dos votos de pobreza, castidade e obediência, porém continuam, na maioria das vezes, morando com seus familiares ou sozinhos.

Segue um artigo do Frei Emerson Aparecido Rodrigues,‭ ‬OFMCap.

" "A pupila dos meus olhos‭"‬:‭ ‬a Pequena Companhia de Santa Isabel da Hungria

No seu Testamento o fundador se refere a sua obra‭ e‬spiritual‭ ‬como a pupila dos meus olhos (cf.‭ ‬Padre Luigi da Pietrasanta,‭ ‬Come Testamento Spirituale,‭ ‬p.29)

É assim que o fundador Frei Luís Quadrelli da Pietrasanta chama a inspiração que Deus‭ ‬concedeu a ele‭ ‬de fundar uma pia associação no seio da Ordem‭ ‬Terceira Franciscana. Uso Ordem Terceira Franciscana que era o antigo nome da atual Ordem Franciscana Secular.

Em primeiro lugar‭ ‬é interessante saber que a vida consagrada sempre existiu na Igreja desde os seus primórdios em várias modalidades,‭ ‬assim podemos perceber como nasceram no seio da Igreja,‭ ‬as virgens consagradas,‭ ‬os eremitas,‭ ‬o movimentos monástico,‭ ‬todas as ordens e congregações.‭ ‬Um fenômeno caracteristico que surgiu entre o final‭ ‬de‭ ‬1800‭ ‬e início de‭ ‬1900‭ ‬são os institutos seculares,‭ ‬no início como Pia Associações Regulados‭ ‬pelo decreto Ecclesia Catholica e a partir de‭ ‬1947‭ ‬recebem aprovação formal como institutos seculares regulados pelos documentos Provida Mater e Primo Feliciter.

Nasceram com numerosos carismas e nas mais variadas formas e inspirações,‭ ‬mas todos eles na sua variedade caracterizados pelo que o Concícilo Vaticano II chamou de índole secular,‭ ‬a presença no mundo agindo como fermento e a profissão dos conselhos evangélicos antes exclusivo dos institutos de vida consagrada.‭  ‬Os muitos institutos seculares de‭ ‬ espiritualidade franciscana e principalmente aqueles fundados pelos frades capuchinhos tem sua origem com grupos de terciários,‭ ‬como é o caso da Pequena Companhia de Santa Isabel.

Frei Luís da Pietransanta‭ (‬1897-1974‭) ‬um capuchinho da provincia Toscana,‭ ‬na Itália que no seu ministério pastoral, logo depois de ordenar-se presbítero,‭ ‬assumiu com paixão o apostolado entre as pessoas na zona rural com a pregação popular que fez durante toda a sua vida e também o trabalho que hoje chamamos assistente espiritual da Ordem Terceira Franciscana,‭ ‬que exerceu com paixão e empenho.

Como um apaixonada por São Francisco,‭ ‬pela espiritualidade franciscana e os santos franciscanos,‭ ‬entre eles Santa Isabel da Hungria.‭ ‬O Frei procurava difundir a espiritualidade franciscana ao maior número de pessoas possível porque via na espiritualidade franciscana um meio válido que ajudasse as pessoas a viverem bem uma vida cristã.

O fruto do‭ ‬seu entusiasmo‭ ‬são todas as inciativas que se multiplicavam para‭ ‬ promover a espiritualidade franciscana:‭ ‬ os exercicios espirituais,‭ ‬em‭ ‬ cujos passos ensinava a espiritualidade franciscana,‭ ‬as Bibliotecas Franciscanas que eram pequenos volumes sobre a vida dos santos e a espiritualidade franciscana,‭ ‬os jornais para falar da Ordem Terceira e da sua espiritualidade.‭ ‬Depois,‭ ‬ nos vários‭ ‬ cargos que recebeu dos superiores quase sempre a serviço da Ordem Terceira,‭ ‬como diretor local,‭ ‬provincial,‭ ‬como secretário e visitador para as fraternidades da Ordem Terceira dependentes dos Capuchinhos,‭ ‬ele percorreu toda a Itália,‭ ‬acima e abaixo para divulgar e promover a Ordem Terceira.

Quase como que preparado por Deus,‭ ‬fruto do seu comprometimento com a pregação e‭  ‬a Ordem Terceira surge ainda uma outra obra,‭ ‬denominada a pupila dos seus olhos.‭ ‬O Frei muito‭ ‬ empolgado com a vida franciscana fez dois grandes monumentos para homenagear‭ ‬os dois santos populares:‭ ‬São Francisco e Santo Antonio.‭  ‬Quando se perguntava o que fazer para homenagear Santa Isabel teve a inspiração de fundar uma obra de almas consagradas que fossem no‭  ‬mundo a continuação da vida da santa.‭ ‬Chamou algumas terciárias e no ano de‭ ‬1935‭ ‬teve inicio a Companhia de Santa Isabel,‭ ‬no escondimento e no silêncio,‭ ‬se consgravam as primeiras quatro irmãs.‭ ‬Acredito que o fundador não pensava em criar algo distinto da Ordem Terceira,‭ ‬mas um grupo que funcionasse como um fermento ajudando e animando a Ordem Terceira a viver bem a sua vocação.‭ ‬O lema do fundador era na Ordem Terceira e para a Ordem Terceira,‭ ‬e as irmãs deveriam ser leigas franciscanas que no mundo‭  ‬vivessem a exemplo de São Francisco e de Santa Isabel,‭ ‬se dedicando a uma vida de oração e caridade,‭ ‬não se distinguindo em nada das outras leigas,‭ ‬mas como pessoas consagradas.

Depois da reformulação das Constituições Gerais‭ ‬da OFS que proibem pessoas pertencentes a um instituto de vida consagrada de pertencer contemporaneamente a OFS,‭ ‬o Instituto repensou o seu carisma,‭ ‬que era muito ligado ao lema do fundador.‭ ‬Mas,‭ ‬se entende que o carisma é‭  ‬viver a exemplo de Santa Isabel,‭ ‬nessas condições onde é possivel ajudar‭  ‬a OFS.‭  ‬Hoje o Instituto atualizou o nome e se chama Pequena Família Franciscana de Santa Isabel é presente na Itália e também no Brasil,‭ ‬onde tem diversas irmãs consagradas e também fiéis associados que se ligam‭ ‬ao instituto e procura viver segundo a espiritualidade.

O instituto continua ainda hoje na fidelidade ao seu carisma e a inspiração do seu fundador a viver segundo o modelo da espiritualidade franciscana espelhando-se em São Francisco e Santa Isabel da Hungria.‭‬Como estudante de teologia espiritual estou me dedicando a estudar o fundador que com seu entusiasmo pela vocação e a consagração me entusiasma a aprofundar cada vez mais a minha vida de‭ ‬ frade‭ ‬ capuchinho."

(texto entre aspas, autor: Frei Emerson Aparecido Rodrigues,‭ ‬OFMCap.  –  Bibliografia‭: Baldi C.,‭  ‬Padre Luigi da Pietrasanta,‭ ‬Pietrasanta,1974; Pietrasanta L.,‭ ‬Come Testamento Spirituale,‭ ‬Firenze,‭ ‬1974; Cavaterri‭ ‬T.,‭ ‬Piccola Compagnia di S.‭ ‬Elisabetta.‭ ‬Profilo Storico, ‬Firenze,1983)

 

Share Button

 

comentário(s)

  1. Antonia Alves da Cunha disse:

    É simplismente maravilhoso que Deus os ilumine sempre!!!!!!!!!!!!!!!

    Antonia

  2. Maria Sineide de Carvalho Alves disse:

    “É fantastico,que Jesus derrame muitas
    benções”

Deixe uma resposta