Onde aconteceu a Ascensão de Jesus?

sexta-feira, julho 22, 2011

 

ascensao jesus ceus monte igreja catolica canto da paz www.cantodapaz.com.br ordem franciscana irmas clarissas

Algumas vezes podemos ter dúvidas acerca do monte ou local onde se deu a Ascensão, se compararmos o Evangelho de São Lucas com os Atos dos Apóstolos. Por isso, onde ela teria ocorrido mesmo?

"A Ascensão de Jesus ao céu é a grandiosa conclusão da sua estadia visível entre os homens, prelúdio do Pentecostes, inicia a história da Igreja e abre a difusão do cristianismo no mundo.

Segundo a concepção espontânea e universal, reconhecida pela Bíblia, Deus habita num lugar superior e o homem para o encontrar deve elevar-se, subir.

A ideia de aproximar-se de Deus, parece espontaneamente pelo monte e no Exôdo (19,3). A Moisés foi transmitida a proibição de subir para o Sinai, que subentendia sobretudo este aproximar-se do Senhor; “Põe limites ao redor do povo, dizendo: ‘Livrai-vos de subir à montanha e de tocar os seus limites. Todo aquele que tocar na montanha morrerá”. (19, 12).

O comando de Iavhe (de Deus) não se refere tanto a subida de um lugar, mas a uma aproximação espiritual. É necessário purificar-se antes e fazer um pouco de recolhimento para ouvir a sua voz. Deus não só habita nas alturas mas também escolheu lugares elevados para estabelecer a sua morada; também para ir aos seus santuários é necessário “subir”.

Os livros do Novo Testamento trazem acenos esporádicos sobre o mistério da Ascensão; os Evangelhos de Mateus e de João não falam da Ascensão e ambos terminam com a narração das aparições posteriores à ressurreição. Marcos termina o seu Evangelho dizendo: “o Senhor Jesus, depois de lhes ter falado, foi arrebatado ao Céu e sentou-se à direita de Deus” (Mc 16,10)

Lucas, porém, fala da Ascensão assim: “Depois, levou-os até junto de Betânia e, erguendo as mãos, abençoou-os. Enquanto os abençoava, separou-se deles e elevava-se ao Céu” (Lc 24,50-51)

Lucas, ainda fala da Ascensão nos Actos dos Apóstolos logo no capítulo inicial (1,11), coloca-na sobre o Monte das Oliveiras, ao 40º dia depois da Páscoa e acrescenta: “elevou-se à vista deles e uma nuvem subtraiu-o a seus olhos. E como estavam com os olhos fixos no céu, para onde Jesus se afastava, surgiram de repente dois homens vestidos de branco, que lhes disseram: «Homens da Galileia, porque estais assim a olhar para o céu? Esse Jesus que vos foi arrebatado para o Céu virá da mesma maneira, como agora o vistes partir para o Céu.»” (1,9)

Portanto, a Ascensão segundo Lucas aconteceu sobre o Monte das Oliveiras quando Jesus com os Apóstolos, aos quais aparecera por 40 dias, se encaminhavam para Betânia, depois de ter repetido as suas promessas e invocado sobre eles a protecção e a assistência divina." 

(resposta entre aspas: Frei Gilson Frede – Via Matteotti, 17 – 12073 Ceva (CN) -Itália)

Share Button

 

comentário(s)

  1. Maria Augusta disse:

    Muito bom!

  2. Odalberto Domingos Casonatto disse:

    Estou de acordo com o que autor fala a respeito do local da Ascensão de Jesus. O que tudo indica e a tradição confirma é no monte das Oliveiras que aconteceu a Ascensão no final da vida de Jesus. O local da Ascensão é preservado por uma simples e pequena capela em forma octogonal cercado por altos muros. Este local hoje esta nas mãos dos muçulmanos, e não se transformou em Igreja, como tanto outros locais de que falam a respeito da vida de Jesus. Esta pequena capela guarda na parte central uma pedra que contem gravados os pés de Jesus, deixados no momento da Ascensão, segunda a crença popular. A Custodia da Terra Santa no dia em que o calendário litúrgica indica esta festa tem permissão de celebrar missas nesta pequena capela ali situada que hoje é uma mesquita.

  3. cantodapaz disse:

    Antes de tudo o nosso muito obrigado pela visita ao nosso site e pela pergunta que nos faz. Queira o Senhor derramar sobre si o dom da sabedoria e da inteligência.
    Não é fácil crer no mundo em que hoje vivemos. A verdade que nos é revelada por Deus em Jesus, parece aos homens e às mulheres do nosso tempo um discurso sem suporte lógico e portanto um autêntico desafio ao nosso bom senso.
    Ora, a ascensão de Jesus é um mistério que deve ser entendido na linha da Ressurreição, enquanto vitória sobre o mal e sobre a morte por parte do Filho de Deus vindo ao mundo para este fim. O desaparecimento físico de Jesus depois de 40 dias é descrita como uma partida assim como todas as aparições de Jesus depois da Páscoa (presentes no Evangelho de Lucas). Cada vez que Jesus se faz presente, desaparece, quase como quem diz agora é a vossa vez. Deveis fazer a vossa parte mesmo não me vendo.
    O corpo de que fala o Evangelho é naturalmente um corpo ressuscitado e glorificado. Um corpo libertado dos limites de espaço e de tempo. (é um corpo que entra em espaços fechados, que desaparece e aparece do nada) portanto é um corpo transformado pelo Espírito Santo. Ora, este corpo não é menos real do seu corpo em carne e osso, pelo contrário é ainda mais real. Este corpo que subiu ao céu ficou no nosso meio através da fraternidade, dos pobres e marginalizados e sobretudo através da Eucaristia.
    Esperamos ter contribuído para o seu esclarecimento. Se tiver qualquer outra dúvida não exite em escrever-nos e contínua sendo um visitador assíduo do nosso site. Boa Quaresma na paz e no bem! —-
    Frei Gilson Frede – Ilha de Santiago – Cabo Verde – http://poco-da-palavra.blogspot.com

Deixe uma resposta