O Deus Trino está na Bíblia?

sábado, março 19, 2011

 

santissima trindade deus trino fe catolica igreja catolica ordem franciscana www.cantodapaz.com.br irmas clarissas 
(fonte da imagem: www.trinityforyouths.net)

Este assunto é o pilar da fé cristã. De facto todas as Igrejas cristãs (Igreja Católica, Igreja Ortodoxa, Igrejas Protestantes) aceitam, mesmo que com acentos diversos, o dogma da Santissima Trindade.

Mas o que diz o dogma da Santíssima Trindade? É uma doutrina que se desenvolveu no âmbito do cristianismo antigo. No primeiro Concilio de Nicea em 325 dC se afirma como primeiro artigo da fé cristã a unicidade de Deus e a divindade do Logos (Jesus Cristo não é apenas um ser superior mas é da mesma substância do Pai) isto porque um tal Ario metia em dúvida que Jesus fosse Deus. Ora Deus é um só, unica e absolutamente simples é a sua substância, mas uma substância comum a Três Pessoas (ou Ipòstasi). Isto não deve ser interpretado como se existissem três divinidades, o que seria politeismo nem como se as Três Pessoas fossem somente três aspectos de uma mesma divindade o que corrisponderia àquilo que chamamos de  modalismo. As Três pessoas são bem distintas uma das outras mas formadas da mesma substância.

Esta é o credo do cristão (não só dos católicos).

Algumas pessoas perguntam-se se Jesus é ou não é Deus com o Pai, porque está escrito: “eu e o Pai somos um”, mas o problema é o Espírito Santo. Mas vamos tentar responder por ordem:

Jesus Cristo Disse:”eu e o Pai somos Um. Na bíblia diz que O Espírito Santo é um com o Pai? ou que é um com o Filho? ou que diga que os Três são um só?

Certamente tudo ficaria resolvido se escontrassemos escrito no Novo Testamento uma frase assim: “eu, o Espírito santo e o pai somos UM”. Ora uma frase assim ou semelhante não a encontramos na Biblia. Portanto a resposta seca a esta primeira pergunta seria: NÃO!…

Como explicar a Trindade e como mostra na Bíblia um Deus Trino?

Antes de tudo não estamos a falar de um Deus Trino mas de um Deus UNO-TRINO. (muda tudo). Ora para dar a devida fundação bíblica ao dogma devemos tomar em consideração textos neo-testamentários. O ponto de partida é sempre Jesus Cristo porque para nós é a revelação máxima de Deus. Agora com a Bíblia na mão e o Deus da Bíblia no coração vamos ler algumas passagens importantes: 

A filiação divina de Jesus está no começo e no centro da pregação apostólica após e Páscoa: proclamam a Jesus como Filho de Deus. Exemplos: “O Verbo era Deus” (Jo 1, 1); S. João precisa que escreveu  o seu Evangelho “para que acrediteis que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus” (Jo 20, 31); Cristo é “Deus bendito pelos séculos” (Rom 3, 5); “Porque n’Ele habita, corporalmente, toda a plenitude da divindade” (Col 2, 9).

Já em Gn 1, 2 aparece a palavra “espírito” (“o Espírito de Deus andava sobre a superfície das águas”). No NT aparecem vários nomes concretos. Exemplos: “o Espírito do Pai” (Mt 10, 20; 1 Cor 2, 11; Jo 15, 26); “o Espírito do Filho” (Gal 4, 6); “o Espírito de Jesus” (Act 16, 7). Indicam que o Espírito Santo procede do Pai e do Filho.

Há numerosos textos indicando que o Espírito Santo é Pessoa divina, especialmente durante a última Ceia. Exemplos: “Eu rogarei ao Pai e Ele vos dará um outro Paráclito, para que fique eternamente connosco o Espírito da Verdade” (Jo 14, 16); “O Paráclito, o Espírito Santo que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas” (Jo 14, 26); “Quando, porém, vier o Paráclito que Eu vos enviarei do Pai, o Espírito da Verdade que procede do Pai, Ele dará testemunho de mim” (Jo 15, 26). Numerosos textos se referem à acção do Espírito Santo a respeito de Jesus Cristo.  Exemplos: Lc 1, 35 (Anunciação); Mt 1, 18 (Estando Maria, Sua Mãe, desposada com José, antes de coabitarem achou-se ter concebido por obra do Espírito Santo”); Lc 3, 21-22 (Baptismo de Jesus); Lc 4, 14 (Jesus move-se“por impulso do Espírito Santo”); Lc 4, 1 (estava “cheio do Espírito Santo”);  Lc 4, 18-30 (em Nazaré aplica-se o texto de Is 61, 1-2:  “O Espírito do Senhor está sobre mim”); etc. O Espírito Santo santifica os homens. Exemplos tirados dos Actos dos Apóstolos: Pentecostes (Act 2, 4), S. Pedro em Act 2, 38 (“recebereis o dom do Espírito Santo). Também em S. Paulo: 1 Cor 3, 16 (“Não sabeis que sois templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?”); 2 Tes 2, 13 (“Deus vos escolheu como primícias para a salvação, pela acção santificadora do Espírito Santo e a fé na verdade”).

Vejamos agora algumas formulas trinitárias do NT:

Lc 1, 30-35: Anunciação.

Mt 3, 13; Mc 1, 10; Lc 3, 22: Baptismo de Nosso Senhor

Mt 17, 1-13; Mc 9, 1-12; Lc 9, 28-39: Transfiguração.

Jo 14, 16.26: Promessa do Paráclito (“Eu rogarei ao Pai e Ele vos dará um outro Paráclito (…). Mas o Paráclito, o Espírito Santo, que o Pai enviará em Meu nome, vos ensinará todas as coisas, e vos recordará tudo o que vos disse”).

Mt 28, 19: Fórmula baptismal (“Ide, pois, ensinai todas as gentes, baptizando-as em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo”).

ESTE ARTIGO CONTINUA

Share Button
Se gostou desse artigo...

 

comentário(s)

  1. Deus-Pai,Deus-filho,Deus Espírito Santo Uno e trino,a Santíssima Trindade.Amém.Shalom.

  2. Gostei da explicação da Sma. Trindade,neste site se aprende bastante.Obrigado.

Deixe o seu comentário