Pela perseverança vos salvarei – Evangelho Comentado

sábado, novembro 13, 2010

 

EVANGELHO COMENTAOD – 33° Domingo do tempo Comum

Evangelho: (Lc 21, 5-19) – Alguns falavam a respeito do Templo, que tinha sido construído com belas pedras e ornado de dádivas. Jesus, então disse: “Dias virão em que de tudo isso, que estais vendo, não ficará pedra sobre pedra; tudo será destruído”. Eles lhe perguntaram: “Mestre, quando isso acontecerá? E qual é o sinal de que irá começar a acontecer?”…

…Jesus então respondeu: “Cuidado para não vos deixardes enganar, porque muitos virão em meu nome e dirão: ‘Sou eu’, e ‘O tempo está próximo’. Não os sigais. Quando ouvirdes falar de guerras e revoluções, não vos assusteis. É preciso que primeiro estas coisas aconteçam, mas não virá logo o fim”. Então lhes disse: “Uma nação se levantará contra outra e um reino contra outro. Haverá grandes terremotos e em muitos lugares fome e peste, acontecerão coisas terríveis e grandes sinais no céu. Antes de tudo isso, porém, sereis presos e perseguidos, sereis entregues às sinagogas e às prisões, e conduzidos diante de reis e governadores, por causa do meu nome. Assim tereis ocasião de dar testemunho. (…) Todos vos odiarão por causa do meu nome. Mas não se perderá um só cabelo da vossa cabeça. Pela vossa perseverança salvareis vossas vidas”.

COMENTÁRIO

No evangelho de hoje, Jesus diz que não sobrará pedra sobre pedra, tudo será destruído. Jesus fala em guerras, revoluções e destruição. Fala em terremotos, fome e pestes. Apesar da linguagem apocalíptica, Jesus nos alenta dizendo que quem permanecer firme e fiel aos seus ensinamentos, não morrerá.

É preciso estar preparados, disse Jesus. Haverá terremotos, fome e pestes. Coisas pavorosas acontecerão e grandes sinais serão vistos no céu. Antes, porém, sereis presos e perseguidos. Com essas palavras, Jesus nos alerta para algo muito preocupante: o comportamento invejoso e maldoso das pessoas.
Maremotos, terremotos, vulcões, ciclones e tempestades são fenômenos físicos naturais e, devem ser vistos com naturalidade. No entanto, não podemos encarar com naturalidade o que não é natural, como por exemplo: perseguição, tortura, prisão e, até mesmo, a morte para os seguidores de Jesus.
Jesus conhece muito bem o comportamento humano, por isso recomenda calma e que ninguém se apavore com revoluções e guerras, pois, enquanto os interesses estiverem acima da razão, guerras sempre existirão.

A indústria bélica movimenta bilhões de dólares. Graças às guerras fabricadas, alguns tiranos enriquecem e milhares de inocentes morrem, mesmo assim, tudo isso não significa o fim dos tempos.

"Mestre, quando acontecerá tudo isso? E quais serão os sinais de que estas coisas estão para acontecer?" – Perguntaram os discípulos. Jesus nada revelou quanto ao dia e à hora, porém fez questão de ressaltar como agem os falsos profetas.

Jesus alerta que eles irão prometer curas fantásticas, mostrarão caminhos fáceis, vida farta e serão capazes de enganar multidões que irão correr atrás de lucros para suas empresas e carros importados em suas garagens. Não sigam esses falsos pastores, diz Jesus, são chacais que virão em meu nome pregar o fim do mundo.

Jesus veio ao mundo para trazer a paz, no entanto, deixou claro que os caminhos que levam à verdadeira paz são difíceis, exigem persistência e muita coragem. O evangelho será motivo de divisão até na família. Amigos e parentes poderão tornar-se adversários dos mensageiros da paz.

Surgirão ódios, vinganças e desavenças, pois o promotor da paz é exigente, incomoda, não se deixa levar por aparências de piedade, por insinuações de vida fácil e muito menos por um cristianismo sem renúncias e sem sacrifícios. O discípulo fiel sabe que ninguém chega ao Paraíso, sem passar pela cruz.
Não devemos nos preocupar com o fim do mundo, que não sabemos quando acontecerá. Sabemos que quem estiver vigilante não será pego de surpresa. Isso basta. Nossa única preocupação deve ser com mudanças. Mudar as atitudes, viver a harmonia no lar e na comunidade, propagar a Boa Nova e viver a fidelidade.

É preciso gritar bem alto o Nome que está acima de todos os nomes. A certeza de que não perderemos um só fio de cabelo deve reavivar a coragem para testemunhar a salvação. Jesus garante que basta permanecer firme para ganhar a vida. Nascemos para a vida, por isso vamos à luta, pois quem não preencher sua vida presente, terá um futuro vazio.

(fonte: www.miliciadaimaculada.org.br  –  autor: Jorge Lorente  /  vídeo: Frei Gilson Frede, capuchinho de Cabo Verde)

Share Button

 

comentário(s)

  1. Cristo falou ,por favor,olhos fixos em Cristo,assim não temeremos o que está por vir.Amém.Shalom.

  2. marcia disse:

    ótimo. De grande proveito em dias de aflição e tormentos pelos quais muitos cristãos são perseguidos. Gostei da frase : Jesus garante que basta permanecer firme para ganhar a vida. Nascemos para a vida, por isso vamos à luta, pois quem não preencher sua vida presente, terá um futuro vazio.
    Abraço fraterno. Paz e bem

Deixe uma resposta