Beatificada mais uma brasileira de coração

sexta-feira, novembro 5, 2010

 

beata barbara maix brasileira beatificacao vaticano papa igreja catolica canto da paz ordem franciscana irmas clarissas mosteiro

Igreja no Brasil contará com nova beata neste sábado: a Madre Bárbara Maix

No sábado, 6 de novembro, a Igreja Católica celebra a beatificação da fundadora da Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria, Bárbara Maix. A Missa celebrada no Ginásio Gigantinho, em Porto Alegre (RS), será transmitida a partir das 13h30 pela TV Canção Nova, e será presidida pelo prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, o Arcebispo Angelo Amato.

Segundo a informação transmitida pelo Portal de Notícias da Canção Nova, o processo de beatificação começou em 1993 e teve a autorização do Vaticano publicada em maio deste ano, pelo Papa Bento XVI, através do decreto do milagre devido à intercessão da madre.

Madre Bárbara nasceu em 1818, em Viena, Áustria. Desde pequena mostrava fé e amor a Deus. Foi expulsa de seu país devido à perseguição religiosa, movida pela revolução liberal de 1848. Acompanhada por 21 moças, Bárbara Maix embarcou rumo ao Brasil e, já no Rio de Janeiro, fundou a Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria, atuando nas áreas da educação e saúde dos órfãos, crianças e mulheres pobres.

No Rio Grande do Sul, assumiu um asilo em Pelotas e a roda dos excluídos da Santa Casa de Porto Alegre. Madre Bárbara Maix viveu 14 anos na capital gaúcha e retornou ao Rio de Janeiro, onde faleceu no dia 17 de março de 1873, aos 54 anos. Seus restos mortais estão depositados na Capela São Rafael, em Porto Alegre.

O MILAGRE

No dia 10 de julho do ano de 1944, Onorino Ecker tinha apenas quatro anos e se aquecia ao redor do fogo com seus irmãos em sua casa em Caxias do Sul. Uma panela de água fervendo estava pendura numa corrente sobre o fogo. Um dos irmãos bateu na corrente e a água derramou. O vapor e a cinza vieram por cima de Onorino, que caiu nas brasas.

O menino sofreu queimaduras de terceiro grau. Já no hospital, as unhas caíram e ele sofreu convulsões. Os médicos acreditavam na recuperação. Então a Irmã Dulcídia Granzotto, enfermeira da Congregação do Imaculado Coração de Maria, pais e amigos iniciaram uma novena, invocando a intercessão de Bárbara Maix. Após 15 dias, Onorino deixou o hospital completamente curado, sem nenhuma cicatriz.

ORAÇÃO À NOVA BEATA

Deus, Pai de bondade e misericórdia, que escolhestes Bárbara Maix para cumprir sempre e em tudo a Vossa Vontade, especialmente junto aos mais necessitados, concedei-nos, Vós que conheceis nossas esperanças e sofrimentos, a Graça de que tanto precisamos…

(fonte do texto e da imagem: http://www.aascj.org.br/home/?s=7%2C+novembro)

Share Button

 

comentário(s)

  1. ida pires da silva disse:

    Esta é uma noticia que deve ser propagada por toda a net, esse fato demonstra a fé dos brasileiros. Abraços com muita PAZ E BEM! Ida

  2. ida pires da silva disse:

    Esta é uma noticia que deve ser propagada por toda a net, o povo tem que tomar conhecimento do que esta ocorrendo no Vaticano em relação ao nosso pais. Abraços com muita PAZ E

  3. Madre Bárbara,rogai por nós pecadores.Amém.Shalom.

  4. DOM GILVAN FRANCISCO DOS SANTOS,OSB disse:

    Que notícia boa!
    Eu não conhecia esta santa Madre. Fico muito feliz quando tenho o conhecimento destes herois de cristo.
    Graças a Deus o nosso Brasil estar mostrando os seus tesouros.
    Mais uma vez PARBÉNS! a este site.
    Deus abençoe.

Deixe uma resposta