Convertei-vos! Crede no Evangelho!

terça-feira, março 2, 2010

CONTINUAÇÃO

Parece simples e, contudo, é o caminho de conversão mais difícil. Ser filho e filha de Deus importa em ‘estar nas coisas do Pai’ (Lc 2,49), sem esquecer as da terra. Cuidar e amar o que é terreno em vista do que é eterno. São normas fundamentais e irrenunciáveis. É o equilíbrio entre materialismo e alienações. Quando, em dias de estudo, de retiro ou de aprofundamento da fé, se fala de conversão, assalta-nos uma certa tristeza, medo e insegurança. Trata-se de algo novo, omitido ou nunca antes pensado como urgente.

Ao falar de conversão para Deus e para os irmãos, entramos no âmbito da familiaridade com as coisas do Alto e da fraternidade, apoiada em verdades reveladas: ‘Vós todos sois irmãos’ (Mt 23,8); trazemos em nós a estampa do Criador (Gn 1,26), que vai respeitada por ser a identidade de nossa própria origem; somos conduzidos pelo Espírito, destinatários do mesmo fim: ‘Nosso coração está irrequieto até que descanse em vós’ (Confissões de Santo Agostinho, 1,1). Os irmãos e irmãs estão em nível de ‘parentesco’ em Deus.

Quando repensamos certas conversões, tais como: a de São Pedro, de São Paulo, de Santo Agostinho, de Edith Stein, de John Wu, de São Francisco de Assis e tantas outras, não podemos deixar de admirar a magnanimidade de Deus e a firmeza de vontade dos convertidos. Não voltam atrás no passo dado, ainda, que lhes custasse o sacrifício da vida.

A conversão que Cristo prega não é a volta ao passado e, nem mesmo, o ferrenho apego a tradições vazias e sem sentido, como comenta o próprio Jesus de Nazaré. É preciso caminhar por estradas novas, caminhos estreitos… Sem apego às paisagens à beira do caminho, sem saudades do que ficou para trás, rasgando os horizontes do desconhecido, mas, com a certeza de um destino certo, porque Jesus, ‘caminho, verdade e vida’ (Jo 14,6) vai conosco, vai à frente.

ESTE ARTIGO CONTINUA

Share Button

 

comentário(s)

  1. Faz uma semana que eu ia dormir e só rezava a metade da oração e pegava no sono,faz dois dias que tomei conta que estsva perdendo minha alma se continuasse assim,estava lendo um artigo sobre oração e começei a chorar,agora não quero nunca mais entristecer Jesus,apesar que todos nós somos pecadores.Amém.Shalom.

Deixe uma resposta