Nem carne e nem peixe!

domingo, fevereiro 28, 2010

 

carne peixe bacalhau pascoa jejum penitencia igreja catolica canto da paz 

NEM CARNE E NEM PEIXE

“A origem da palavra carnaval, mais aceita é a expressão latina “Carne levare”, ou seja, afastar a carne, do latim “Levare”, “tirar, sustar, afastar”. A manifestação de sobrevivência ao inverno através de comilanças era um último momento de consumo de carne e festejos profanos antes do período de abstinência e conversão da Quaresma. “A origem da palavra carnaval para alguns, vem da expressão latina “carne vale” (adeus carne) anunciando a entrada na abstinência quaresmal.

Em Roma havia uma festa, a Saturnália, na qual um carro no formato de navio abria o caminho em meio à multidão, que usava máscaras e promovia as mais diversas brincadeiras. A origem da palavra carnaval seria “carrum navalis” (carro naval) interpretação contestada. (“Curiosidades católicas”, prof, Evaristo Eduardo de Miranda, Ed. Vozes, pg. 74 e 75).

A regra da abstinência está em recordar que não somos só estômago. Por isso, hoje não tem sentido só não comer carne, e substituir por um gostoso bacalhau ou um belo peixe assado. Onde está a abstinência e o valor da penitência, que seria de dominar o nosso apetite diante das comidas que mais gostamos? A penitência vale enquanto sou capaz de dominar os meus instintos diante das coisas gostosas e bonitas da vida. A Igreja atualmente pede abstinência de carne apenas dois dias durante o ano, na quarta-feira de cinzas e na sexta-feira santa.

O jejum e a abstinência, não é só uma prática quaresmal, inclusive hoje se tornou uma recomendação médica muito comum, para ter melhor qualidade de vida. Também é bom lembrar que não é o que entra no estômago, que mancha o homem e sim o que sai da boca. “Não entendeis que nada do que vem de fora e entra em uma pessoa pode torná-la impura, porque não entra em seu coração…Ele disse: O que sai do homem, isso é que o torna impuro.

Pois é de dentro do coração humano que saem as más intenções, imoralidades, roubos, assassínios, adultério, ambições desmedidas, maldades, fraudes, devassidão, inveja, calúnia, orgulho, falta de juízo”(Mc 7,14-23).

O  próprio Jesus nos deu o exemplo, jejuou durante quarenta dias e foi tentado (cf.Lc 4,1-13). O jejum, a penitência, a abstinência, que agrada ao Senhor está na prática da justiça, na economia solidária, na defesa dos direitos de todos, na busca do bem comum, na fraternidade de irmãos e filhos do único Deus, que se querem bem e se respeitem na diversidade de raças, credos e condição social. Essa é a proposta da Campanha da Fraternidade.

Assim nos recorda o profeta Isaias: “Buscam-me cada dia e desejam conhecer meus propósitos, como gente que pratica a justiça e não abandonou a lei de Deus….Porque não te regozijastes, quando jejuávamos, e o ignorastes, quando nos humilhávamos? É porque no dia do vosso jejum tratais de negócios e oprimis os vossos empregados. É porque, ao mesmo tempo que jejuais, fazei litígios e brigas e agressões impiedosas.

Não façais jejum com este espírito, se quereis que o vosso pedido seja ouvido no céu. Acaso é este jejum que aprecio…. Acaso o jejum que aprecio não é outro: quebrar as cadeias injustas, desligar as amarras do jugo, tornar livres os que estão detidos, enfim romper todo tipo de sujeição? Não é repartir o pão com o faminto, acolher em casa os pobres e peregrinos? …. Então, brilharás tua luz como a aurora e tua saúde há de recuperar-se mais depressa”(Is 58,1-9).

A Palavra de Deus, nos alerta para um novo estilo de vida que vai além de práticas esporádicas, que de forma externa as praticamos, mas que o coração continua sempre o mesmo. Pode comer o que você quiser a hora que quiser, porque o que vai te salvar no fim da vida, será o amor concreto aos mais necessitados.

(fonte: CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil  –  autor: Dom Anuar Battisti, Arcebispo Metropolitano de Maringá, Paraná, Brasil).

  CLIQUE AQUI PARA LER: QUARESMA: TEMPO PENITENCIAL

  CLIQUE AQUI PARA LER: JEJUM E ABSTINÊNCIA: O QUE É ISSO?

  CLIQUE AQUI PARA LER: O JEJUM DA QUARESMA

Share Button

 

comentário(s)

  1. luci fátima disse:

    ola!
    achei muito proveitoso esse artigo e muito esclarecedor. Nós católicos somos cheios de afazeres por isso um artigo desse geito bom e com um rico conteúdo faz um bem enorme vou aproveitar para enviar ao meu amigo catequista pois ele deseja falar sobre esse tema aos seus alunos.
    obrigada
    luci fátima

  2. ROSA disse:

    OI ACHEI MUITO LEGAL ESSE ARTIGO .
    PORQUE NÃO SABIA QUAL O MODO CERTO DE FAZER O JEJUM
    ENTRE OUTRAS COISAS INTERESSANTES SOBRE RELIGIÃO QUE ESTOU APRENDENDO
    OBRIGADA

  3. Madalena AL disse:

    Com certeza esse texto conseguiu esclarecer muito bem o verdadeiro sentido do jejum, não é o que entra e sim o que sai suja o homem. Parabéns ao site que sempre nos fornece textos como esse, ricos em informações.

  4. joao freitas disse:

    Este artigo e muito valioso para mim. Porque ajuda-me a compreender o sentido de jezum e abstinencia. Obrigado Joao freitas

  5. Tantos crimes,tantos absordos,tudo isso,infelizmente,continua a sair do coração das pessoas impuras,sem Deus.Shalom.

Deixe uma resposta