A beleza da Coroa do Advento

sábado, dezembro 19, 2009

coroa do advento natal presentes criancas papai noel belem jesus cristo nossa senhora igreja catolica canto da paz

A COROA DO ADVENTO – O QUE É?

A coroa do Advento é um sinal importante deste tempo que, como todo símbolo, nos fala forte através dos seus elementos: círculo, da luz, ramos e das ações simbólicas que a compõem. Pode ser feita de diversas formas, desde que mantenha os elementos essenciais. Algumas comunidades fazem coroas grandes, por causa do tamanho da assembléia, outras fazem a coroa no chão, outras com a base de metal ou de madeira. Isso tudo pode variar conforme as possibilidades, as necessidades e a criatividade da comunidade.

ELEMENTOS ESSENCIAIS

1.A forma circular – Sem começo e sem fim. A circularidade está ligada à perfeição. O redondo cria harmonia, junta, une. Lembra ainda, para nós, que somos integrantes de um mundo circular onde o processo do universo e da vida é cíclico: o ciclo do ano, do tempo, o ir e vir da história, sempre marcado pela presença daquele que é a Luz do mundo.

2. As velas – Nos países do norte da Europa, durante o inverno, as noites são mais longas que os dias e a luz do sol brilha pouquíssimo, quando não fica totalmente escondido pelas nuvens. Por isso, lâmpadas, velas são indispensáveis e muito apreciadas. Mesmo para nós, que somos cumulados com a luz do sol, a luz da vela tem muito significado.

3. No Advento, a cada Domingo acende-se uma vela da coroa. De uma a uma, a luz vai aumentando, até chegar na grande festa da Luz, que proclama Jesus Cristo como Salvador, Sol do nosso Deus que nos visita, que arma sua tenda entre nós (Cf. Jo 1, 1-14). A primeira vela é acessa no 1º Domingo do Advento e durante toda a 1ª semana. No 2º Domingo e durante toda a 2ª semana são acesas a primeira e a segunda velas e assim por diante.

4. Quanto à cor das 04 velas, normalmente é usada a vermelha que, em quase todas as partes do mundo, tem o significado do amor. No Brasil, somos marcados profundamente por outras culturas, onde o brilho das cores, da festa, da dança, da harmonia com o universo, está presente de uma maneira esplendorosa e reveste as celebrações.

Dessa forma, temos o costume de utilizar, na coroa, velas coloridas, uma de cada cor. Não ajuda muito associar a cor das velas com temas (penitência, esperança, alegria…). O que importa é a luz.

Liturgicamente também podem ser escolhidas 03 velas roxas (para serem acesas no 1º, no 2º e no 4º Domingo do Advento) e 01 vela rosa (para ser acesa no 3º Domingo do Advento, o Domingo da Alegria).

5. O verde da coroa – É sinal de vida. Nem tudo está morto, há esperança. Mesmo nos países tropicais, quando tudo está seco, sedento, com a chuva a vida brota, tudo fica verde e traz a esperança dos frutos e anuncia a vida.

ORIGEM

A coroa surgiu na Alemanha, no século XIX, mais exatamente nas regiões evangélicas, situadas ao norte. Os colonos, para comemorarem a chegada do Natal, a noite mais fria do ano, acendiam fogueiras e sentavam- se ao redor. Mais tarde, não podendo acendê-las dentro de casa, tiveram a idéia de tecer uma coroa de ramos de abeto (uma espécie de pinheiro), enfeitando-a com flores e velas.

No inverno rigoroso dos países frios, todas as árvores perdem suas folhas, somente os pinheiros resistem, sendo, dessa forma, um sinal de que a natureza não morreu totalmente.

No início do século vinte, os católicos adotaram o costume de colocar a coroa nas suas igrejas e casas. No Brasil, o uso certamente provém dos missionários que vieram da Alemanha, ou de brasileiros que, tendo conhecido o uso da coroa na Europa, a introduziram nas comunidades.

ESTE ARTIGO CONTINUA

Share Button

 

comentário(s)

  1. Jose Augusto disse:

    Todos os artigos de voces são maravilhosos, continuem sempre assim!Amém

  2. maria alice alves de oliveira disse:

    Este site em si,é todo maravilhoso,nos deixa atualizados e me esclarece muitas duvidas.Obrigado a todos e um grande abraço

  3. JOSÉ CARLOS BARBOSA disse:

    Como é gratificante ler e ouvir seus comentários os textos bíblicos de cada fim de semana litúrgico. Enriquecem nossas almas e nos preparam espiritualmente para viver bem todos os dias da semana. Muito obrigado, freis franciscanos.!!!Continuem a nos brindar com suas reflexões teológicas de fácil entendimento. Valeu!
    De São José do Alegre,sul de Minas,
    Prof. JCBarbosa

Deixe uma resposta