Maria, Mãe, Esposa e Filha?: por quê?

sexta-feira, maio 15, 2009

CONTINUAÇÃO

 

Maria mergulha na Trindade Santíssima

Na versão de Francisco, são muitos os títulos e as aclamações com que ele exalta a Mãe de Jesus: santa, virgem, mulher, filha, serva, mãe, esposa. Mas, o que mais impressiona é a contemplação de Maria na sua relação pessoal e familiar com cada Pessoa da Santíssima Trindade, deixando de lado as alegorias da natureza – rosas e lírios… Trata-se da genuína e mais actualizada teologia mariana, sobretudo a partir do Concílio Vaticano II

** Maria, “filha e serva do Rei altíssimo, o Pai celeste”. Na origem de tudo está o Pai celeste, o Todo-Poderoso que fez maravilhas em Maria para cumprir a História da Salvação na «plenitude do tempo» (Gl 4,4). Maria foi escolhida e disse: Sim! – «Faça-se em mim» (Lc 1,38).

** Maria, “mãe de nosso santíssimo Senhor Jesus Cristo”. A grandeza de Maria é ter “humanizado” o próprio Deus, ao dá-lo à luz em Belém. Nela, o Deus do céu torna-se o «Deus connosco» (Mt 1,23). Como mãe, é chamada a interceder por nós a seu “santíssimo e dilecto Filho, nosso Senhor e Mestre”.

** Maria, “esposa do Espírito Santo”. Talvez tenha sido Francisco o primeiro a aplicar este ousado título a Maria, de forma tão explícita e orante. Já o anjo do Senhor alertara José: «O que ela concebeu é obra do Espírito Santo» (Mt 1,20).

“Quero ser como tu, Maria”

Hoje evidencia-se muito a Virgem Maria como “figura” e “ícone” da Igreja. Francisco já dizia que as maravilhas feitas em Maria pela Santíssima Trindade podem ser realizadas no coração de quantos acolhem o projecto de Deus como ela. Por isso, escreveu a todos os fiéis, com este desassombro: «E são filhos do Pai celeste, cujas obras fazem; e são esposos, irmãos e mães de nosso Senhor Jesus Cristo. Somos esposos, quando pelo Espírito Santo a alma se une a nosso Senhor Jesus Cristo. Somos seus irmãos, quando cumprimos a vontade de seu Pai que está nos céus; somos suas mães, quando o levamos no coração e no corpo pelo divino amor e pela pura e sincera consciência, e quando o damos à luz pelas santas obras, que devem brilhar aos olhos de todos para seu exemplo” (1ª Carta a Todos os Fiéis, 7-10).

Que Maria nos leve ao colo e nos ajude a mergulhar no mistério da Trindade Santíssima! A exemplo de Francisco, o apaixonado de Cristo, o cantor das glórias da Santa Virgem Maria.

(fonte: http://www.capuchinhos.org/francisco/artigos/maria.htm  –  o artigo está em português de Portugal  –  autor: Frei Acílio Dias Mendes, ofmcap (frade capuchinho))

 

 

Share Button

 

comentário(s)

  1. Graças a minha mãe,que estou perseverando,ela me ensinou o caminho da cruz,e os padres marianos da paróquia que eu frequento,me falaram do Mistério da Santíssima Trindade,e falaram da Mãe que é a minha! Mãe.Amém.Shalom.

  2. Ir. Erica Rockenbach disse:

    Gostei imensamente do artigo sobre Nossa Senhora “Maria Filha, Mãe, Esposa, Por que?”

  3. Norma dos Santos Biscaro disse:

    Parabéns pelo site, adorei!! Belas matérias muito bem explicadas e esclarecedoras,um site para encher nossos corações de boas infomações. Peço e Jesus e Maria para que muitas pessoas (principalmente jovens) e entrarem e lerem os artigos. Deus os abençoe.

Deixe uma resposta