“Hosana nas alturas”! – Evangelho Comentado

sexta-feira, abril 3, 2009

"HOSANA NAS ALTURAS"! – EVANGELHO COMENTADO

hosana alturas evangelho comentado domingo ramos quaresma pascoa ovo chocolate coelho presente

 

Evangelho: (Mc 11,1-10)

Naquele tempo, quando se aproximaram de Jerusalém, na altura de Betfagé e de Betânia, junto ao monte das Oliveiras, Jesus enviou dois discípulos, dizendo: “Ide até o povoado que está em frente e, logo que ali entrardes, encontrareis amarrado um jumentinho que nunca foi montado. Desamarrai-o e trazei-o aqui! Se  alguém disser: ‘Por que fazeis isso?’, dizei: ‘O Senhor precisa dele, mas logo o mandará de volta”. Eles foram e encontraram um jumentinho amarrado junto de uma porta, do lado de fora, na rua, e o desamarraram. Alguns dos que estavam ali disseram: “O que estais fazendo, desamarrando esse jumentinho?” Os discípulos responderam como Jesus havia dito, e eles permitiram. Levaram então o jumentinho a Jesus, colocaram sobre ele os seus mantos, e Jesus montou. Muitos estenderam seus mantos pelo caminho, outros espalharam ramos que haviam apanhado nos campos. Os que iam à frente e os que vinham atrás gritavam: “Hosana! Bendito o que vem em nome do Senhor! Bendito seja o reino que vem, o reino de nosso pai Davi! Hosana no mais alto dos céus!”

COMENTÁRIO

Já estamos vivendo o Domingo de Ramos, o dia que nos introduz na Semana da Paixão do Senhor. A Liturgia de hoje nos oferece dois evangelhos de Marcos; um para a bênção dos ramos e outro para a Liturgia da Palavra. Para nossa meditação, vamos nos ater ao evangelho da bênção dos ramos (Mc 11,1-10) que relata a entrada triunfal de Jesus em Belém.

Ao entrar em Jerusalém, Jesus é aclamado Rei. No entanto, Jesus é um Rei diferente. Ao contrário dos outros reis que andavam em carros de guerra, Jesus é um Rei manso, humilde e pacífico.

Um Rei capaz de lavar os pés dos seus súditos, sem perder sua majestade. Jesus faz justiça devolvendo vida ao povo. E o povo o reconhece como seu Rei, seu Salvador. Por isso, estende seus mantos à sua passagem.

Certamente, enquanto o povo gritava Hosana! “Salva-nos!” os poderosos ficaram preocupados e agitados. A presença de Jesus sempre preocupa, é uma ameaça para aqueles que vivem às custas do suor do povo. A simples presença de Jesus já é motivo para sonharmos com a liberdade.

A Campanha da Fraternidade deste ano nos fala de justiça e paz. Afirma que a paz é fruto da justiça. E, realmente, é impossível promover a paz sem praticar a justiça. É isso que Jesus sempre pregou. Quem vive suas palavras é um semeador da paz. Onde Jesus está presente, a injustiça e a opressão estão ausentes.

As atividades libertadoras realizadas por Jesus, desafiam o poder opressor. A vinda do Rei-pobre exige opção, exige uma definição, ou o recusamos ou o aceitamos, não existe meio termo. Esse é o grande desafio. Ficar com o verdadeiro ou com o falso. Ficar com o antigo ou aceitar a Nova Aliança.

Veja o que é preciso para ficar com Jesus: Primeiramente é preciso abrir mão do poder e assumir o serviço. É uma decisão difícil, que nos coloca numa posição incômoda. Não é fácil aceitar o convite do Salvador. Sua proposta de mudança é radical. Se trouxermos para os nossos dias, significa abrir mão dos grandes lucros e pensar com mais seriedade nos idosos, nos aposentados e desempregados.

O Rei é justo e exige preocupação com os dependentes químicos, com os enfermos e com os preços abusivos dos remédios. São mudanças que exigem desprendimento e renúncia; exigem humildade, solidariedade e amor ao próximo.

Paz é muito mais do que ausência de guerra. Por tudo isso, não podemos permitir que se repita a mesma cena de dois mil anos atrás. É bom lembrar que os mesmos que exaltaram Jesus, também o condenaram. Exaltar Jesus é aderir ao seu Projeto.

Aderir ao Cristo significa mudar. Quem não muda e não assume o compromisso batismal, é como aquele que hoje estende o seu manto e grita “Hosanas!” e que, em menos de uma semana depois, se posiciona no meio da multidão para gritar: “Crucifica-o! Crucifica-o!”

Jesus espera ouvir-nos gritando Hosanas e apresentando-o ao mundo! Todos precisam conhecer o Verdadeiro Rei, conhecer a Boa Nova da sua presença entre nós. É hora de reconhecer o Rei na pessoa dos pequenos e sofredores. Através dos humildes, Jesus nos convoca para o seu exército.

O convite está feito. Recusar ou aceitá-lo é uma questão de livre escolha.

(fonte: www.miliciadaimaculada.org.br  –  autor: Jorge Lorente)

 

Share Button

 

comentário(s)

  1. joao freitas - Timor-Leste - África disse:

    Bom dia irmaos.fico muito feliz de ler o comentario. Refleti a vida de Jesus e a minha vida. O sofrimento de Jesus e tão grande. Ele é o Rei que se fez escravo. O Seu Amor para nós e imensurável. Muito obrigado para Katia, irmao Jorge Lorente e todos amigos que trabalham no Canto da Paz para o Reino de Deus. Deus vos abencoe. Amém.

  2. Maria Terezinha Gomes disse:

    Vamos segui-Lo, não vamos ser que nem o jovem rico, que tinha muitos bens. Nós sabemos que além da cruz, vem a VITÓRIA! Amém. Shalom.

  3. Acho muito triste as pessoas que diziam HOSANA,e logo depois as mesmas pessoas diziam: Crucifica-o! Shalom.

  4. Jair Pereira Simas disse:

    Simplesmente maravilhoso o tema e serve como alento pras pessoas fazerem uma reflexão sobre o semelhante e procurar ao proximo como à si mesmo proporcionando uma vida digna para todos os seres humanos parabéns pelo artigo.

  5. Deise disse:

    Muito bom o artigo!

    Deus se fez carne e veio para nos salvar! Jesus mostrou todo o exemplo de bondade e humildade, pois se entregou á morte para nos salvar. Devemos ser muito gratos a eles e muito temor!

    Fiquem todos com Deus!

  6. fabiana disse:

    olá lá na minha escola tem histórias de Deus de reis ;e pessoas queridas e eu queria compartilhar com vcsss . Muito obrigada

  7. Cacildes disse:

    Fiquei feliz por saber da existencia deste site e da compreensao biblica e atual deste artigo. Parabens!

  8. zenilda ramos disse:

    eu gostei muito eu renovei minha liança com deus estou muinto feliz , eu queria saber o que siguinifica quando pessoa rebatada

Deixe uma resposta