Quaresma: tempo de confissão, por quê?

sábado, março 14, 2009

QUARESMA: TEMPO DE CONFISSÃO, POR QUÊ?

quaresma confissao penitencia jesus cristo sacerdote padre penitente reconciliacao sacramento


Preparação para o Sacramento da Reconciliação

Por que se confessar?

Porque é o Sacramento da Misericórdia de Deus. Quase todo dia a gente cai e se levanta. Ninguém quer ficar no chão. A gente pisa em falso porque não enxerga bem os passos e o caminho de Jesus. Erramos de caminho. Atrapalhamos a caminhada uns dos outros. Deus sempre dá a mão para a gente se deixar reconduzir. No sacramento da Penitência celebramos a coragem de pegar de novo na mão de Deus e voltar a andar no caminho dEle, que é o caminho da santidade. Pela confissão a gente recupera aquele estado de purificação e santidade que recebemos no Batismo.

Quem inventou a Confissão?

Jesus Cristo. Ele sempre convidou à penitência e à mudança de vida. Ele oferece sempre o perdão. “Arrependei-vos e crede no Evangelho” (Mc 1,15); “Vai e não peques mais” (Jo 8,11); “estão perdoados os teus pecados” (Mt 9,2); “A quem perdoardes os pecados ser-lhes-ão perdoados; aqueles aos quais retiverdes ser-lhes-ão retidos” (Jo 20,23).

Por que se confessar com o sacerdote, se ele também é pecador?

Ninguém cresce sozinho, nem na vida biológica, nem na vida profissional… Nem na vida cristã. Precisamos uns dos outros. Somos uma comunidade de irmãos.

Jesus deu aos Apóstolos (e seus sucessores) o poder de perdoar pecados: “a quem perdoardes os pecados ser-lhes-ão perdoados” (Jo 20,23).

Só Deus perdoa os pecados. Jesus exerce esse Poder Divino, e, em virtude de sua autoridade, transmite esse poder aos homens, para que o exerçam em seu Nome. Não é o padre quem nos perdoa, pois ele mesmo, ao final da confissão, diz: "Eu te perdoo EM NOME DO PAI, DO FILHO E DO ESPÍRITO SANTO.  É Deus quem nos perdoa através do sacerdote.

Muitas pessoas não sabem, mas os padres também se confessam com outros padres.  Da mesma forma os bispos, os cardeais e o Papa. Eles também se confessam com frequência e muitos possuem até um orientador espiritual para os auxiliar na caminhada rumo a Deus.

Com que frequência devo me confessar?

A Igreja recomenda AO MENOS uma confissão por ano, na ocasião da Páscoa.  Mas não é verdade que ninguém gosta de receber o salário mínimo? Pois é.  Na nossa vida espiritual também deve ser assim.  Não devemos nos contentar com o mínimo. Devemos nos confessar sempre que nossa consciência nos acusar de alguma falta.

Quais as consequencias do pecado e da falta de confissão?

As consequências negativas do pecado não são apenas a nivel individual. São, de igual modo, comunitárias e eclesiais (para toda a Igreja).

Podemos fazer uma comparação com uma imagem para que você possa compreender melhor.  A Igreja seria como o pneu de uma roda de bicicleta.  Essa roda possui vários raios (varetas) que se ligam ao pneu. Nós somos esses raios. Cada vez que alguém peca, um raio entorta e o movimento da roda fica comprometido. Se o pecado é grave, o raio entorta bastante. Por isso, é preciso que todos os raios da roda estejam bem ajustados, para que o todo não seja comprometido.

Como fazer uma boa confissão?

1. Reze ao Espírito Santo pedindo sua Luz para conhecer a Palavra e reconhecer sinceramente seus pecados.

2. Examine sua consciência, faça uma revisão de vida, desde a sua última confissão.

Perguntas para ajudar:

ESTE ARTIGO CONTINUA

Share Button

 

comentário(s)

  1. matilde disse:

    gosto de tadas as materias que vocês colocam no saite.

  2. ana vera cariaga disse:

    É muito bom, é a primeira vez que eu visito este site. Muito obrigado porque encontrei o que eu procurava.

  3. SILVIO PEREIRA SANTOS disse:

    É simplesmente maravilhoso poder comentar a respeito dessa maravilha que é Nosso Senhor Jesus Cristo e a Virgem Maria em nossa vida. Veja bem que coincidência maravilhosa, estava procurando palavras para alertar um amigo a respeito de sua vida, pois o acho afastado de Deus pelo que ele prioriza e na qualidade de amigo, ao receber dele um e-mail de um clip do Roberto Carlos, sobre nosso Senhor Jesus e o que ele criou, abriu-se uma oportunidade de escrever-lhe tudo o que sinto a respeito da divindade de Deus, nosso Pai.
    Foi aí, que sendo devoto de todos os Santos sem distinção, mas com um conceito todo especial por São Francisco de Assis e Santa Clara, abriu-se o site justamente desses dois Santos maravilhosos e tão humildes. O artigo não preciso nem escrever, é simplesmente lindo e catequético, pois de uma forma bem simples, qualquer um alcança e consegue entender a forma real da misericórdia de Deus, que comemoramos nesta Semana tão especial, “A SEMANA SANTA”
    Gostaria de agradecer a Deus e a Virgem Maria e a São Francisco e a Santa Clara e a todos os Santos este site tão maravilhoso, e a todos que o produzem e fazem chegar a nós estas maravilhas do ensinamento de Deus o Criador e Pai.
    Meu muito obrigado!!!

  4. Se não fosse a confissão,o que seria de nós pecadores? Amém.Shalom.

Deixe uma resposta