Sagrada Família – Evangelho Comentado

sábado, dezembro 27, 2008

CONTINUAÇÃO

Conforme determinava a lei, durante os sete dias que se seguiam ao nascimento do filho, a mãe era considerada impura. Devia ainda ficar mais trinta e três dias em casa e só após o quadragésimo dia iria fazer a sua oferta que consistia em um cordeiro e uma pomba. Se fosse pobre, oferecia duas rolas ou dois pombinhos.

Maria ofereceu dois pombinhos, o sacrifício dos pobres. Era só o que podia dar. Isso mostra bem a condição humilde da família de Nazaré. Jesus quis vir ao mundo numa família simples e pobre. Poderia ter nascido num castelo todo iluminado, cercado pelo conforto e embalado num "berço de ouro", mas não o fez.

Nasceu na periferia, num curral sem iluminação e uma manjedoura foi seu berço. Desprendeu-se de tudo, nem mesmo enxoval devia ter. No entanto, Jesus não abriu mão da família. Este é o recado da liturgia de hoje: a família deve estar acima de qualquer bem material. Sem ela, de nada vale o ouro e não existe tesouro.

No templo, Maria ouviu de Simeão estas palavras: "Quanto a ti, uma espada transpassará a tua alma". Em silêncio, guardou no coração essas palavras e meditava sobre elas. Mulher forte e corajosa que sabia das dificuldades que encontraria para cumprir sua tarefa no Plano de Salvação, entretanto, desistir é algo que nunca lhe passou pela idéia.

Renunciar, desistir, duvidar, são verbos que a Co-Redentora nunca conjugou. Sempre acreditou. Nunca se sentiu desamparada. Sabia do imenso amor do Pai e encontrou apoio na família. O diálogo e a presença constante do esposo e do Filho multiplicavam suas forças. Caminhavam juntos alimentados pela oração.

Dois mil anos se passaram e as palavras de Simeão continuam presentes. Seu recado agora é para a família moderna mutilada e desvalorizada. Sua mensagem quer aliviar a dor de milhares de corações transpassados; são mães, pais e filhos atingidos pela espada da desunião, pela falta de diálogo e pela ausência da oração.

Esta é a boa notícia de hoje: Vamos levar o amor às famílias! Quando o respeito, o diálogo e a oração, estiverem presentes nos lares, poderemos dizer: "Agora Senhor podes deixar teu servo partir em paz, pois meus olhos já viram a salvação das famílias!

(fonte: www.miliciadaimaculada.org.br  –  autor: Jorge Lorente – foram feitas pequenas alterações no texto para uma melhor compreensão)

Share Button

 

comentário(s)

  1. Maria da Conceição disse:

    Salve amigos! É tempo de Graça. A maior de todas se faz presente em nossas vidas. O Cristo Jesus! Agradeçamos a Jesus, Maria e José o exemplo da linda família. Unidos, perseverantes e amorosos sempre. A todos os amigos do cantodapaz votos de felicidades e um próspero Ano Novo. Um abraço fraterno. Paz e Luz!

  2. Maria Terezinha Gomes disse:

    Vamos ser que nem Simeão, atentos à BOA NOVA. Amém. Shalom.

Deixe uma resposta