Beatificados os pais de Santa Teresinha

sábado, novembro 1, 2008

BEATIFICADOS OS PAIS DE SANTA TERESINHA

No dia 19 de outubro, Dia Mundial das Missões, os pais de santa Teresinha de Lisieux, Louis e Zelie Martin, foram beatificados em Lisieux, na França. Eles são o segundo casal a ser beatificado pela Igreja Católica depois de Luigi e Maria Quattrocchi, elevados à honra dos altares por João Paulo II em 2001, mas é o primeiro caso de pais de uma Santa.

Louis e Zèlie Martin, pais de Santa Teresinha

 

Louis e Zelie Martin, quando jovens, quiseram também seguir a vida religiosa, mas foram desaconselhados por seus orientadores espirituais, que lhes aconselharam a buscar o matrimônio. Anos depois, os dois se encontraram e se casaram. O casamento aconteceu há 150 anos, em 13 de julho de 1858.

Tiveram oito filhos, mas perderam quatro. Sobreviveram quatro meninas. Todas elas se consagraram a Deus e se tornaram religiosas de vida contemplativa.  Três foram carmelitas descalças e uma foi clarissa. A que optou por ser Irmã clarissa não aguentou os rigores da clausura e retornou para a casa paterna depois de algum tempo.

A família Martin

 

Santa Teresinha, uma das três carmelitas, morreu aos 24 anos e é Doutora da Igreja. Numa de de suas cartas, ela testemunhou a santidade de seus pais: “O bom Deus me deu um pai e uma mãe mais dignos do céu do que da terra”.

Santa Teresinha do Menino Jesus, carmelita

 

Louis e Zélie viveram os aspectos da vida cotidiana de uma família do século XIX. Enfrentaram as preocupaçoes e incertezas por estarem à frente de uma empresa. Os dois traziam uma preocupação particular em exercer a justiça e o respeito com seus empregados; sem esquecer a ajuda que prestavam aos mais pobres.

Conheceram a enfermidade: Zélie sofreu de câncer e Louis teve uma enfermidade cerebral que o levou à ser hospitalizado psiquiátrica. Também não lhe faltaram as dificuldades para educar os filhos.

Apesar de tudo isso, eles nos dizem que a santidade é possível, hoje, como foi no seu tempo, no coração da vida familiar.

(artigo redigido com base em: blog.cancaonova.com)

LEIA MAIS SOBRE SANTA TERESINHA DO MENINO JESUS – CLIQUE AQUI

Share Button

 

comentário(s)

  1. Maria Terezinha Gomes disse:

    Peguei no google a vida de Santa Terezinha,é muito emocionante, os pais tinham que ser beatificado e depois canonizados, pois, quanta (!) santidade tinha naquela família. Amém. Shalom.

  2. Antonio disse:

    Conhecia um pouco das virtudes dos pais de Sta Teresinha, beatificados recentemente. Honra e glória a Deus!
    A Igreja sempre nos disse que os Santos são os referenciais para nosso bem-viver. Devemos imitá-los; praticar as virtudes que praticaram; tomá-los como exemplo; enfim, seguir suas pegadas. Não é isto um fato?
    Pois bem, lastimo dizer que alguns pregadores modernos parecem querer dizer ao povo que os Santos de então, são de outro tempo, de outro modo; portanto, não são modelos mais! Por quê? Porque o modelo atual deve ser moderno, hedonista, consumista, erotizado…?! Não compreendo como um padre pode apregoar que não se deva mais imitar a São Vicente, São Francisco, Sto. Antonio…, só porque viveram em tempos pretéritos. Isto é o que tenho ouvido e visto por esse Brasil a fora…
    Imitemos, sim, a todos esses grandes e honrados Santos, que deram TOTALMENTE sua vida em prol dos outros e da honra de Deus. Devemos os casados, imitar sim, os exemplos de Santa Rita de Cássia, de Santa Mônica, dos Pais de Sta Teresinha… que não viveram para o mundo, embora estivessem no mundo. Que coisa triste é querer colocar nódoas e rugas no rosto da Igreja!…

  3. MARIA OLIVIA disse:

    Agradeço a atenção pela Família Franciscana em geral; é importante focalizar bons exemplos de casais ligados ao mundo espiritual cristão. O casamento é sagrado e essa sacralidade está muito abandonada hoje em dia. Precisamos mostrar amor a Deus em todas as situações….M.Olívia

  4. Vera Lúcia de Oliveira disse:

    Muito bonito e interessante. Deus faz as coisas certas. Ambos sempre cumprindo a vontade de Deus queriam viver a santidade cada qual em sua vocacão, mas não foram aceitos pois Deus já tinha para ambos um plano feito serem familia santa e pais de Santa Terezinha.
    Mesmo nos momentos de adversidades sempre aceitaram a vontade de Deus com fé e confiança em sua providência.
    Santa Terezinha a caçulina e rainha do coraçao de Luis Martin em parte cumpriu a sua missão, mas vencida pela doença partiu nova para os braços de Deus.
    Não só para a França, mas para o mundo inteiro mostraram ser um casal santo e fiel àos desígnios de Deus.

Deixe uma resposta