“Eu estarei ali no meio deles” – Evangelho Comentado

sexta-feira, setembro 5, 2008

"EU ESTAREI ALI NO MEIO DELES" – EVANGELHO COMENTADO

Evangelho: (Mt 18, 15-20) – 23ª DOMINGO DO TEMPO COMUM – 07/09/2008

evangelho eu estarei no meio deles jesus igreja católica

"Jesus disse: “Se teu irmão pecar, vai e censura-o pessoalmente. Se ele te ouvir, terás ganho teu irmão. Se não te ouvir, leva contigo uma ou duas pessoas a fim de que toda a questão se resolva pela decisão de duas ou três testemunhas. Se não as ouvir, vai dizê-lo à igreja. E, se não escutar a igreja, seja para ti como um pagão e pecador público. Eu vos garanto: Tudo que ligardes na terra, será ligado no céu; e tudo que desligardes na terra, será desligado no céu. Digo-vos ainda: Se dois de vós se unirem na terra para pedir qualquer coisa, hão de consegui-lo do meu Pai que está nos céus. Porque onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, eu estarei ali no meio deles”.

COMENTÁRIO

Novamente estamos juntos para meditar a Palavra de Deus. Hoje, Jesus nos fala das falhas humanas, fala daquele mundo de erros que cometemos no nosso dia-a-dia. Sabe aquelas nossas falhas que nós chamamos de “errinhos”?

Errar, perdoar, reconhecer o erro. Essas três coisas deveriam estar sempre juntas, no entanto temos uma dificuldade enorme para perdoar e, infelizmente, raramente reconhecemos nossos erros. Reconhecer o próprio erro não é sinal de fraqueza, mas é acima de tudo sinal de respeito e amor.

“Se teu irmão pecar contra ti, se ele errar, vai corrigi-lo, mas em particular, a sós contigo!” Jesus é bem claro, manda corrigir discretamente, sem fazer escândalo, pede compreensão e amor diante do irmão que erra.

“Se ele te ouvir, tu ganhaste o teu irmão!” Nessas palavras de Jesus está presente o seu convite para a conversão. Se soubermos usar as palavras, se deixarmos transparecer nossos exemplos, certamente seremos entendidos.

É preciso coragem para alertar o irmão quanto aos seus erros. O verdadeiro amigo não fecha os olhos para as coisas erradas. O amigo de verdade vai lá e alerta, corrige com sabedoria. Convence e converte com respeito e com amor.

É preciso estar convencido e convertido para também, convencer e converter. Não basta filosofar e dizer que errar é humano e que perdoar é divino. É preciso coragem e honestidade para reconhecer que errou.

Realmente, não é fácil admitir nosso próprio erro. O orgulho nos impede de enxergar nossas falhas e nos impulsiona a observar somente o comportamento alheio. Não enxergamos nossas ações, muitas vezes, totalmente contrárias às atitudes cristãs.

Primeiro vá pessoalmente e converse com seu irmão, fale cara a cara. Não tenha receio, certamente você encontrará as palavras adequadas. É importante salientar que essa conversa franca, respeitosa e reservada, também é válida para pedirmos perdão.

Reconhecer o erro, pedir perdão e saber perdoar, são essas as virtudes que Deus espera encontrar em cada um de nós. São Francisco nos deixou uma bela mensagem quando disse que é perdoando que se é perdoado. Convém lembrar que: assemelha-se a Deus, quem sabe perdoar.

Celebramos o perdão através do Sacramento da Reconciliação. O perdão nos leva à conversão. Converter-se significa reconciliar-se com Deus e com os irmãos. Vamos caminhar juntos e, como Jesus disse; vamos nos reunir em dois, três…e, de mãos dadas, vamos celebrar a presença de Deus em nosso meio. "

(fonte: http://www.miliciadaimaculada.org.br  –  autor: Jorge Lorente)

Share Button

 

comentário(s)

  1. Maria Terezinha Gomes disse:

    Como dizem, errar é humano, mas temos que estar com o olhar sempre fixo em Jesus. Pedro quando estava andando sobre a água, começou a afundar,por que? Não estava com olhar Nele, é por isso que pecamos, não vamos à pessoa que errou com brutalidade, na bíblia diz: tire primeiro a trave do teu olho pra depois tirar o cisco do olho do teu irmão. Amém. Shalom.

  2. Maria Jesus c. Neves disse:

    Como sempre está otimo o comentario, nos faz pensar se realmente estamos agindo assim. Nem sempre é facil perdoar, mas vale à pena se esforçar. É pedir ao SENHOR essa graça de saber perdoar e também nos perdoar. O rancor só nos causa e provoca doenças em nos mesmos, quando perdoamos somos libertos. Abraços.

  3. rita de cassia noronha disse:

    O COMENTÁRIO DO EVANGELHO ESTÁ MUITO PROFUNDO . QUE BOM PODER SE PREPARAR PARA PARTICIPAR DA EUCARISTIA DEPOIS DE TER FEITO ESTA LINDA REFLEXÃO . QUE ABENÇOE VCS POR ESTA OPORTUNIDADE .

  4. Gostei muito do SITE, LINDO!!! Que o Senhor o ilumine e fortaleça cada vez mais. PARABÉNS.

  5. Augusto Magalhaes disse:

    Descobri o Site quando procurava algo sobre o Ano Paulino. Sinto-me feliz e dou Graças a Deus.
    E por cá hei-de aparecer.

  6. monica disse:

    otima

  7. Antônio disse:

    Muito bom! Interessante: o leitor já reparou que correm céleres via internet um sem número de mensagens pps, em geral a respeito de auto-ajuda, auto-estima… e que contem o termo “perdoar-se”?
    Não se trata desse pedoar inserido no Evangelho comentado, mas do perdoar-se a si mesmo! Não parece ilógico, incorrer-se em erro propositadamente(!) e depois ter pena de si próprio e sair a perdoar-se por que errou? Ora, o Senhor do Perdão é Deus em primeiro lugar, e depois aquele que foi maltratado. Creio que somente Deus e depois o ofendido são as fontes de perdão. Ou estarei enxergando chifres em cabeça de cavalo?… Desculpem a ousadia.

  8. Sempre digo,é tão humilhante chamar a atenção da pessoa na frente dos outros.Eu nem chamo atenção,eu rezo,Amém.Shalom.

  9. Elaine disse:

    Muito bom, pode ser usado todos os dias, nas escolas, no trabalho,em familia,mas a parte mais importante é que se ele não te ouvir, leva duas ou mais testemunhas, por que quantas vezes falamos e a pessoa ainda se volta contra nós??
    Talvez pedir auxílio a quem ela respeite ou escute seja a melhor solução nos casos mais difíceis.

Deixe uma resposta