Beato Frei Antônio de Santana Galvão, franciscano – 1º Beato brasileiro

domingo, dezembro 31, 2006
Comemorado no dia 25 de outubro

Antônio de Sant’Anna Galvão
(1739-1822)

Hoje, com quinhentos anos de história, o Brasil pode finalmente apresentar ao mundo o seu primeiro Beato, Frei Antônio de Sant’Anna Galvão, nascido em Guaratinguetá, no Estado de São Paulo, cidade não distante do Santuário nacional de Nossa Senhora Aparecida. Frei Galvão nasceu em 1739 de uma família profundamente piedosa e conhecida pela sua grande caridade para com os pobres. Batizado com o nome de Antônio Galvão de França, depois de ter estudado com os Padres da Companhia de Jesus, na Bahia, entrou na Ordem dos Frades Menores em 1760.

Foi ordenado Sacerdote em 1762 e passou a completar os estudos teológicos no Convento de São Francisco, em São Paulo, onde viveu durante 60 anos, até à sua morte ocorrida a 23 de Dezembro de 1822.

A vida de Frei Galvão foi marcada pela fidelidade à sua consagração como sacerdote e religioso franciscano, e por uma devoção particular e uma dedicação total à Imaculada Conceição, como «filho e escravo perpétuo». Além dos cargos que ocupou dentro da sua Ordem e na Ordem Terceira Franciscana, ele é conhecido sobretudo como fundador e guia do Recolhimento de Nossa Senhora da Conceição, mais conhecido como «Mosteiro da Luz», do qual tiveram origem outros nove mosteiros. Além de Fundador, Frei Galvão foi também o projetista e construtor do Mosteiro que as Nações Unidas declararam Património cultural da humanidade.

Enquanto ele ainda vivia, em 1798 o Senado de São Paulo definiu-o «homem da paz e da caridade», porque era conhecido e procurado por todos como conselheiro e confessor, além de o franciscano que aliviava e curava os doentes e os pobres, no silêncio da noite.

Frei Galvão convida-nos a crescer em santidade e na devoção a Nossa Senhora da Conceição e deixa a todos nós brasileiros a grata mensagem de sermos pessoas da paz e da caridade, sobretudo para com os pobres e os marginalizados.

Com muita fé dizemos: «Frei Galvão, intercede pelo teu e nosso Brasil!».

Fonte: http://www.vatican.va

Canonização do Beato Frei Galvão em 2007 – clique aqui

Share Button

 

comentário(s)

  1. JOSÉ RAIMUNDO DE ANDRADE disse:

    AINDA DAREI EM TEMPO BREVE, MUITO MAIS BREVE DO QUE IMAGINO, UM TESTEMUNHO DE FÉ AO SANTO FREI ANTÔNIO DE SANTANA FRANÇA GALVÃO.
    FAREI PUBLICAR AQUI NESTE SITE E DIFUNDIREI EM LOTES DE 1000 SANTINHOS PELA GRAÇA QUE ALCANÇAREI, ALÉM DE 15 CESTAS BÁSICAS MENSAIS DISTRIBUIDAS AOS MAIS NECESSITADOS.

    SALVADOR, 13 DE MAIO DE 2007, 03;01 HS.
    JOSÉ RAIMUNDO DE ANDRADE

  2. Sou praticante no catolicismo dentro das exigências piedosas que nos fazem filhos de um Deus vivo que nos criou e nos pede sempre lembrar daqueles menos favorecidos em tudo,principalmente, na fé.Por isso,empenhada em rezar por todos através do terço/rozario de N.Senhora mãe de todos,também peço orações por minha filha,pela mesma duvidar da força espiritual da Igreja Católica por motivo dos muitos acontecimentos referentes ao comportamentos de alguns membros ministrais da nossa igreja… No mais achei de excelente graça o presente artigo.Deus os abençoe hoje e sempre.

Deixe uma resposta