35. A Saudação às Virtudes

domingo, outubro 22, 2006

Salve, rainha sabedoria,
o Senhor te guarde por tua irmã, a pura simplicidade!

Senhora santa pobreza,
o Senhor te guarde por tua santa irmã, a humildade!

Senhora, santa caridade,
o Senhor te guarde por tua santa irmã, a obediência!

Santíssimas virtudes todas,
guarde-vos o Senhor, de quem procedeis e vindes a nós!

Não existe no mundo inteiro homem algum em condições de possuir uma de vós, sem que ele morra primeiro.

Quem possuir uma de vós e não ofender as demais, a todas possui; e quem a uma ofender, nenhuma possui e a todas ofende. E cada uma por si destrói os vícios e pecados.

A santa sabedoria confunde o inimigo e todas as suas astúcias.

A pura e santa simplicidade confunde toda a sabedoria deste mundo e a prudência da carne.

A santa pobreza confunde toda a cobiça e avareza e solicitudes deste século.

A santa humildade confunde o orgulho e todos os homens deste mundo e tudo quanto há no mundo.

A santa caridade confunde todas as tentações do inimigo e da carne e todos os temores carnais.

A santa obediência confunde todos os desejos sensuais e carnais e mantém o corpo mortificado para obedecer ao espírito e obedecer a seu irmão, e torna o homem submisso a todos os homens deste mundo, e nem só aos homens, senão também a todas as feras e animais irracionais, para que dele possam dispor a seu talante, até o ponto que lho for permitido do alto pelo Senhor.

Nesta saudação de São Francisco as virtudes são apresentadas como irmãs e vão aparecendo aos pares, como no Cântico do Irmão Sol.

Share Button

 

comentário(s)

  1. Maria Clara disse:

    Adorei este artigo. Parabéns!

  2. Sabe irmãs,eu amo os sacerdotes do mundo inteiro,amo o nosso pároco padre Joséf,peço a intercessão de Santa Clara por eles,que eles não deêm ouvido ao malígno,que eles tenham as virtudes dos Santos,que eles não esqueçam que Cristo está oculto neles.Amém.Shalom.

Deixe uma resposta