festa-divina-misericordia-2017_

  SAIBA MAIS SOBRE A DIVINA MISERICÓRDIA

Instituída pelo Papa São João Paulo II, no dia 17 de agosto de 2002, a festa da Divina Misericórdia teve origem na Polônia, em Cracóvia, através das experiências místicas de Santa Faustina Kowalska, uma religiosa pertencente à Congregação das Irmãs de Nossa Senhora da Misericórdia, hoje reconhecida como a “apóstola da Divina Misericórdia”.

Santa Faustina escreveu seus diálogos espirituais em centenas de páginas, que resultaram no “Diário de Santa Faustina”, no qual revela a pessoa de Jesus Cristo como a primeira fonte da misericórdia.

... (continuação)

   No final deste artigo: folheto da Missa e vídeo explicativo.

nos-vimos-senhor_

2º Domingo da Páscoa – “Nós vimos o Senhor!” – Evangelho: Jo 20, 19-31 – (…) estando trancadas as portas do lugar onde estavam os discípulos, por medo dos judeus, Jesus chegou, pôs-se no meio deles e disse: “A paz esteja convosco”. Dito isto, mostrou-lhes as mãos e o lado. Os discípulos se alegraram ao ver o Senhor. Jesus disse-lhes de novo: “A paz esteja convosco. Como o Pai me enviou, assim também eu vos envio”. (…) Tomé, não estava com eles quando Jesus veio…

... (continuação)

24-abril-são-jorge-rogai-nos_

Conta-se que, por volta do século III depois de Cristo, quando Diocleciano era Imperador de Roma, havia nos domínios do seu vasto Império um jovem soldado chamado Jorge.

Filho de pais cristãos, Jorge aprendeu desde a sua infância a temer a Deus e a crer em Jesus como seu Salvador pessoal. Nascido na antiga Capadócia, região que atualmente pertence à Turquia, Jorge mudou-se para a Palestina com sua mãe, após a morte de seu pai. Lá foi promovido a capitão do exército romano devido à sua dedicação e habilidade, qualidades que levaram o Imperador a lhe conferir o título de conde.

... (continuação)

jogo-baleia-azul-atencao_

PALAVRAS DO BISPO DE CAXIAS DO SUL – RIO GRANDE DO SUL, BRASIL

Estimados padres, catequistas e formadores.

Diante dos fatos e reações que ouço por parte de muitas pessoas, que manifestam preocupação pelo que está sendo veiculado na internet, sinto-me na obrigação de me dirigir aos vocês sacerdotes e formadores para que estejam atentos  a algumas atitudes que os nossos jovens possam tomar incentivados por pessoas anônimas.

Peço que leiam com atenção a dois artigos que acompanham estas minhas palavras (os links estão abaixo do texto) para entender melhor o que está acontecendo entre a nossa adolescência e juventude. Os nossos jovens estão dizendo que precisam mais de nossa ajuda, carinho e atenção.

... (continuação)